IBM X-Force revela número histórico de fugas de dados e de vulnerabilidades divulgados em 2016

32384
0
Share:

A IBM Security anuncia os resultados do 2017 IBM X-Force Threat Intelligence Index, onde conclui que o número de dados comprometidos cresceu num valor histórico de 566% em 2016, de 600 milhões para mais de 4 mil milhões.

Esta fuga de dados inclui informação que tradicionalmente é alvo dos cibercriminosos, como cartões de crédito, palavras-passe e dados de saúde pessoais, mas o IBM X-Force também notou uma mudança nas estratégias dos ciberataques. Em 2016, um número significativo de falhas relacionadas com dados não estruturados, como arquivos de email, documentos empresariais, propriedade intelectual e código fonte, também foram comprometidos.

O IBM X-Force Threat Intelligence Index é feito com base nas observações de mais de 8.000 clientes com segurança monitorizada em 100 países e de dados derivados de não-clientes, como sensores de spam e honeynets, em 2016. O IBM X-Force gere situações que ocorrem na rede em todo o mundo e segue mais de oito milhões de ataques de spam e phishing diariamente, enquanto analisa mais de 37 mil milhões de páginas web e de imagens.

“Os cibercriminosos continuaram a inovar em 2016, já que vemos técnicas como o ransomware moverem-se de um incómodo para uma epidemia”, afirma Caleb Barlow, Vice President of Threat Intelligence da IBM Security. “Enquanto o volume de dados comprometidos no último ano atingiu máximos históricos, assistimos a uma mudança para os dados não estruturados como um momento fulcral. O valor dos dados estruturados começa a diminuir para os cibercriminosos, com a oferta a ultrapassar a procura. Os dados não estruturados são uma grande aposta para os hackers e prevemos que criem novas formas de monetização este ano.”

Share:

Deixe o seu comentário