26869 0

IBM Watson preparado para a nova geração de programadores e startups

A IBM acaba de anunciar a expansão da maior e mais diversificada gama de APIs, tecnologias e ferramentas cognitivas para programadores que, com o suporte do IBM Watson, pretendam lançar novos serviços, produtos e aplicações.

O anúncio aconteceu durante o fórum sobre Computação Cognitiva e Inteligência Artificial, em São Francisco, cidade onde será inaugurado um novo Centro IBM Watson no início do próximo ano. A IBM antecipa ainda mais inovações na plataforma, o que permitirá alargar o portefólio da Companhia na área da computação cognitiva. As novas capacidades, fornecidas através do Watson Developer Cloud, incluem linguagem avançada, fala e visão, e ainda novas ferramentas de desenvolvimento.

Em menos de dois anos, a plataforma IBM Watson evoluiu de uma API e de um conjunto limitado de recursos e aplicações específicas de pergunta e resposta para abranger mais de 25 APIs alimentadas por mais de 50 tecnologias.

“Desde o lançamento da plataforma de desenvolvimento IBM Watson, milhares de pessoas têm usado a tecnologia de novas e criativas maneiras, e muitas delas sem terem experiência como programadores ou cientistas de dados”, sublinhou Mike Rhodin,  Senior Vice President, IBM Watson. “Acreditamos que ao abrirmos o IBM Watson a todos, e expandindo continuamente as suas capacidades, estamos a democratizar o poder dos dados, e com isso a inovação.”

Os novos e melhorados recursos da plataforma IBM Watson incluem:

Linguagem – A IBM está a introduzir grandes avanços nos serviços ao permitir que as aplicações cognitivas passem a entender as ambiguidades da linguagem natural no texto. Por exemplo, o IBM Watson Natural Language Classifier permite que os programadores criem aplicações e produtos que entendam a intenção e o significado da linguagem, encontrando as respostas certas mesmo quando as perguntas são feitas de diferentes maneiras; já o IBM Watson Dialog torna as interações entre apps e utilizadores mais naturais ao adaptar a conversação ao estilo individual da pessoa que faz a pergunta.

Visão – O IBM Watson Visual Insights permite que, pela primeira vez, os programadores e criadores de aplicações encontrem informação nas imagens e nos vídeos partilhados nas redes sociais. Disponível inicialmente como um serviço experimental, esta API aplica raciocínio ao conteúdo das imagens por forma a ir mais além do que vemos, avaliando tendências e padrões, e obtendo uma visão mais abrangente do que os utilizadores estão a querer comunicar.

Fala – Os serviços IBM Speech to Text e IBM Text to Speech são novas e pioneiras tecnologias de conversação, às quais foram adicionadas novas ferramentas que permitem criar aplicações móveis em diferentes idiomas, incluindo Japonês, Mandarim, Espanhol e Português, e outras que serão continuamente introduzidas.

Ferramentas de Desenvolvimento A IBM disponibiliza o primeiro conjunto de ferramentas de desenvolvimento que reduz significativamente o tempo necessário para combinar as APIs do IBM Watson com conjuntos de dados. Estas ferramentas permitem incorporar facilmente as APIs do IBM Watson num dispositivo móvel, em serviços na cloud e em sistemas conectados. A IBM prevê ainda a criação do IBM Watson Knowledge Studio, disponibilizando capacidades de aprendizagem e de texto analítico numa única ferramenta, para facilitar o trabalho dos especialistas de diferentes setores na adaptação das aplicações cognitivas de acordo com a sua especialização.

IBM abre novo Centro de Computação Cognitiva em São Francisco

A IBM vai aumentar a presença da Companhia em Silicon Valley com a abertura do novo centro IBM Watson em São Francisco, no início de 2016. O novo centro permitirá uma colaboração mais estreita com empresários, programadores, grupos de capital de risco e mundo académico por forma a levar a tecnologia cognitiva a novos mercados. Será também a nova sede da divisão IBM Commerce, com foco no mercado de e-commerce que está em franco crescimento e que representa uma grande oportunidade de negócio para a IBM.

IBM Watson: pioneiro na nova era da computação

O IBM Watson é a primeira plataforma aberta de computação cognitiva, representando uma nova era na computação em que os sistemas têm a capacidade de entender o mundo da mesma forma que os seres humanos o fazem: através dos sentidos, aprendendo e experimentando. O IBM Watson aprende continuamente, ganhando em valor e em conhecimento ao longo do tempo, a partir de sucessivas interações. Com a ajuda do IBM Watson, as empresas estão a aproveitar o poder da computação cognitiva para transformar a indústria onde estão inseridas e a forma como trabalhamos.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Comic Con Portugal é caso de estudo confirmado no evento Xamarin Experience

A Comic Con é a conferência internacional dedicada à cultura pop, banda desenhada, cinema, TV, videojogos, Cosplay, Anime e Manga cuja primeira edição teve lugar em Portugal no

Bosch Portugal continua a recrutar força inovadora

Depois de ter iniciado, em Dezembro de 2013, atividades de recrutamento para a integração de 35 engenheiros na empresa em Braga e 59 bolseiros na UMinho, no âmbito

Canon renova a gama A4 a laser com oito novos equipamentos

A Canon Europa renovou a sua conhecida gama de produtos de impressão i-SENSYS com o lançamento de oito novos equipamentos. Composta por duas novas séries de impressoras multifuncionais

Information Builders simplifica a analítica de Big Data

A Information Builders anunciou que está a ajudar os seus clientes a aproveitarem o potencial do big data através de recursos avançados de analítica. Uma vez que as

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *