IBM Watson acelera expansão global

8888
0
Share:

A IBM anunciou avanços significativos na adoção do Watson e na computação cognitiva em Cloud à escala global. O Watson é uma plataforma inovadora que representa uma nova era da computação baseada na sua capacidade de interagir em linguagem natural, de processar grandes quantidades de Big Data para descobrir padrões, e de aprender com cada interação.

De acordo, com a Gartner, as máquinas inteligentes serão uma das mudanças mais disruptivas de sempre na indústria das Tecnologias de Informação, tornando as pessoas mais eficazes e dando-lhes o poder de “fazer o impossível”.

A IBM está a apostar na tecnologia Watson em todo o mundo, como são exemplos algumas das novidades anunciadas esta semana:

  • Novos clientes Watson nos 6 continentes e em mais de 25 países, incluindo África do Sul, Austrália, Reino Unido, Tailândia, Canadá e EUA, em indústrias como a Saúde, Banca e Educação;
  • As primeiras aplicações da iniciativa Watson Ecosystem Partners, com novas apps desenvolvidas com o Watson em setores como o turismo, o retalho, os serviços de TI, de saúde e associações sem fins lucrativos;
  • O Watson está a aprender Castelhano através de uma parceria com o grupo financeiro espanhol CaixaBank;
  • A inauguração da sede mundial do Watson no Silicon Alley em Nova Iorque, que servirá de base para mais de 600 colaboradores, do total de 2000 dedicados exclusivamente ao Watson em todo o mundo. Este centro permitirá ainda a empreendedores e startups terem acesso a tecnologia e ferramentas para criar e lançar novos produtos e negócios baseados em inteligência cognitiva disponibilizados na Cloud;
  • E, finalmente, a abertura de 5 Watson Client Experience Centers em todo o mundo.

“O Watson está a criar uma nova era da computação, permitindo que organizações em todo o mundo possam lançar novos negócios, redefinir mercados e transformar indústrias”, afirmou Mike Rhodin, Senior Vice President do IBM Watson Group. “O Watson está a promover um novo mercado e ecossistema de clientes, parceiros, investidores, universidades e estudantes. As próximas grandes inovações virão de pessoas com acesso às capacidades cognitivas do Watson”.


Share:

Deixe o seu comentário