IBM no top 5 das Melhores Empresas para Mães

10032
0
Share:

A IBM integra pelo 30º ano consecutivo o ranking das 100 Melhores Empresas para Mães, um estudo realizado pelo Working Mother Research Institute que analisa e classifica empresas em todo o mundo pelos benefícios e cuidados que oferecem às mães trabalhadoras. Este ano a IBM ocupa um destacado 3º lugar.

Entre os parâmetros analisados, a IBM foi reconhecida pelas suas políticas e programas de promoção profissional e de apoio à família, como horários de trabalho flexíveis, possibilidade de trabalhar remotamente,  complemento remuneratório ao subsídio de licença parental, apoio financeiro na assistência e suporte à família e ainda formação e oportunidades de carreira profissional especialmente vocacionadas para continuar a incentivar a presença de mulheres em posições de liderança.

Lançada em 1985, a lista Working Mother’s 100 Best Companies celebra este ano o seu 30º aniversário, sendo a IBM e a Johnson & Johnson as únicas empresas galardoadas desde o início ––, facto que as distinguiu este ano com o “Pinnacle Award”.

“Desde o início que a IBM tem estado na vanguarda dos programas mais vantajosos para as mães trabalhadoras. Por exemplo, introduzimos o complemento ao subsídio de licença parental na década de 1950 e as práticas de flexibilidade e mobilidade no trabalho na década de 1980. Todos esses esforços são parte do compromisso da IBM em oferecer um local de trabalho onde os colaboradores da IBM possam prosperar tanto ao nível da vida profissional como pessoal. É para nós uma honra termos sido reconhecidos por esta iniciativa pelo 30º ano consecutivo”, sublinhou Diane Gherson, Senior Vice President of Human Resources da IBM.

“Também em Portugal, temos incentivado e proporcionado aos nossos colaboradores programas e benefícios que lhes permitem equilibrar a vida familiar, pessoal e profissional, promovendo assim uma melhor qualidade de vida e satisfação no seu trabalho. Os desafios que existem em qualquer contexto familiar – por exemplo, os que se relacionam com levar e buscar os filhos à escola, ir ao médico, atender as necessidades dos seus familiares ou gerir qualquer outro assunto de caráter pessoal/familiar – podem e devem ser ultrapassados e conciliados com as necessidades operacionais de forma mais fácil e harmoniosa, utilizando as políticas em vigor na IBM”, sustentou também António Cerejeira, Diretor da Divisão de Recursos Humanos da IBM Portugal.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário