IBM anuncia nova geração de sistemas abertos

7040
0
Share:

A IBM apresentou os novos servidores Power Systems, desenhados de raíz para lidar com o crescimento sem precedentes do volume de dados não estruturados gerados na nova era computacional. O processador POWER8TM tem a capacidade única de movimentar este volume de dados críticos às aplicações de Cloud, Analytics, Mobile e Social. O anúncio foi feito na passada quarta-feira no evento POWER8 – Nova Geração de Sistemas Abertos, realizado em Lisboa e que contou com a presença de cerca de uma centena de clientes e parceiros de negócio.

A nova geração de sistemas escaláveis IBM POWER8 é resultado de um investimento de 2.400 milhões de dólares e do culminar de um processo de desenvolvimento e testes de mais de três anos, incorporando a inovação de centenas de patentes da IBM.

A abertura desta tecnologia ao mercado de fabricantes também é uma aposta única. O OpenPOWER Consortium, liderado pela IBM, junta já dezenas de parceiros de referência em torno da construção de soluções inovadoras de Hardware, Software e Serviços, demonstrando desta forma o compromisso da Companhia em investir em tecnologia aberta, com o propósito de proporcionar mais valor ao negócio dos seus clientes e parceiros. Este anúncio está em linha com o reforço do investimento da IBM, de mais de 1.000 milhões de dólares, em soluções dirigidas para o OpenSource, patente também na nova linha de servidores POWER agora apresentada, com modelos exclusivos para o sistema operativo Linux.

A IBM anunciou ainda três novas soluções otimizadas em PowerSystems para os requisitos específicos de Big Data/Analytics, Cloud e Mobile. Tirando proveito da estreita relação entre grupos de desenvolvimento, as soluções criadas com BLU Acceleration e Hadoop da Companhia exploram integralmente todas as características inovadoras dos sistemas baseados em POWER8, elevando os resultados destas soluções para Big Data e Business Analytics a patamares ímpares, ao proporcionar conhecimento imediato através da análise de dados em tempo real. Resultados idênticos podem ser esperados na combinação da utilização do software da Companhia para soluções de Mobile e Cloud – IBM Worklight e SmartCloud Entry – com os novos processadores POWER8.

Os novos servidores incluem dois sistemas que executam exclusivamente Linux: os Power Systems S812L e S822L; e três modelos – S814, S822 e S824 – que proporcionam aos clientes a opção de executar em simultâneo múltiplos sistemas operativos, incluindo Linux, AIX e IBM i, viabilizando assim a consolidação de workloads, com ganhos financeiros significativos.

Segundo os últimos resultados de analistas de referência na indústria de TI, os sistemas Power são capazes de analisar dados 50 vezes mais rápido do que as versões mais recentes de servidores x86. Algumas empresas terão conseguido inclusivamente executar cargas em modelos analíticos mil vezes mais rápido, o que lhes permitiu reduzir os tempos de execução de várias horas para apenas alguns segundos, traduzindo-se assim numa inquestionável vantagem competititva pela redução dos ciclos de decisão e tempos de reação ao mercado.

A tecnologia POWER é a base dos sistemas que dão corpo à 3ª era computacional – a Era Cognitiva – como o provou a IBM ao colocar o seu super sistema mais inovador, o IBM Watson, em competição com a mente humana, no concurso norte americano Jeopardy em 2011. De facto, o Watson ganha agora uma nova dimensão com a tecnologia POWER8, um processador desenvolvido para a nova Era Cognitiva.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário