IBM abre candidaturas para nova edição do Smarter Cities Challenge

7480
0
Share:

A IBM vai alargar o programa Smarter Cities Challenge a mais localidades em todo o mundo, ao lançar mais uma edição, cujo prazo de candidaturas termina a 6 de fevereiro. Iniciado em 2010, esta iniciativa já enviou 700 especialistas da IBM a cidades dos cinco continentes, onde desenvolveram projetos de consultoria pro bono de forma a resolver os desafios lançados pelas autarquias.

Nos últimos quatro anos, o IBM Smarter Cities Challenge tornou possível mais crescimento económico e melhorias significativas na segurança pública, na saúde, no bem-estar e nos sistemas de transporte, serviços sociais e serviços públicos da maioria das 116 cidades vencedoras.

Faro foi até ao momento a única cidade portuguesa premiada com este apoio da IBM. O projeto decorreu em 2014, tendo tido como resultado uma série de recomendações na área do turismo, da inovação e da economia do mar.

Este galardão prevê que cada cidade selecionada, de entre o leque de candidaturas, receba uma equipa composta por seis dos melhores consultores da IBM que procurará, durante três semanas, avaliar, analisar e recomendar melhorias estruturais na região. Trabalhará com a câmara municipal e outras entidades locais, de modo a recolher a informação necessária e, no final, disponibilizar uma lista de recomendações detalhadas, com base nos requisitos e objetivos do projeto apresentado pelo município. O valor deste apoio em consultoria representa um investimento estimado de 500 mil dólares.

Os requisitos essenciais para ser uma cidade vencedora incluem uma liderança forte, vontade de colaborar com várias entidades e o desejo de transformar a cidade num local mais inteligente e eficiente.

Algumas das cidades vencedoras do Smarter Cities Challenge já implementaram as recomendações deixadas pelos especialistas melhorando significativamente a vida dos seus cidadãos. Por exemplo:

• Em Glasgow, no Reino Unido, as autoridades locais começaram a subsidiar parte dos custos com a energia e o aquecimento doméstico a cidadãos idosos com baixos rendimentos, dada a baixa qualidade de vida devido ao frio.

• Em Joanesburgo, África do Sul, foi implementada uma solução de tecnologia abrangente para promover a segurança pública e melhorar a gestão de emergências.

• Porto Alegre, no Brasil, lançou o PoA Digital, uma plataforma online que facilita o diálogo digital entre os cidadãos, as autoridades da cidade, as associações e as instituições locais.

• Houston, no Texas, EUA, lançou o eGovernment Center, que inclui um portal de serviço social direcionado a cidadãos que precisam de ajuda em vários domínios, designadamente educação e segurança pública.

“Voltamos a lançar o Smarter Cities Challenge por uma única e simples razão: porque resulta”, sublinhou Jennifer Crozier, vice-presidente da IBM para a área de Global Citizenship Initiatives. “Autarcas de todo o mundo fizeram questão de nos vir dizer o quão importante foi este apoio da IBM para os ajudar a resolver alguns dos problemas mais complexos das suas cidades. Foi-nos dito que o IBM Smarter Cities Challenge é um programa ímpar que une pessoas e que permite obter resultados a longo prazo. Estamos realmente orgulhosos por isso. Como tal, voltamos a convidar os governos locais a exporem-nos os seus problemas e juntos vamos ver o que conseguimos fazer”.

Os consultores da IBM que formam estas equipas de trabalho são especialistas nas áreas de marketing, comunicação, tecnologia, investigação & desenvolvimento, governance, recursos humanos, e em indústrias específicas como transportes, energia e saúde.

As candidaturas podem ser feitas em www.smartercitieschallenge.org


Share:

Deixe o seu comentário