HP lança nova classe de servidores Moonshot

7920
0
Share:

A HP acaba de anunciar o primeiro sistema mundial HP Moonshot comercialmente disponível. Trata-se de uma solução que oferece atrativas economias ao nível da infraestrutura por consumir até 89% menos energia, ocupar 80% menos espaço e custar menos 77% quando comparada com os servidores tradicionais.

Os grandes centros de dados da atualidade estão a aproximar-se do ponto de rutura, o que leva a uma limitação do crescimento contínuo devido às restrições económicas impostas pelas infraestruturas tradicionais. Os servidores Moonshot da HP representam um primeiro passo que as organizações podem dar para resolver essas limitações.

“Com quase 10 mil milhões de dispositivos ligados à internet, e com as previsões a apontarem para um crescimento exponencial, chegámos a um ponto em que as necessidades de espaço, de energia e de custo da tecnologia tradicional deixaram de ser sustentáveis”, referiu Meg Whitman, presidente e chief executive officer da HP. “A oferta HP Moonshot marca o início de um novo estilo de TI que irá mudar a sustentabilidade económica da infraestrutura e estabelecer as bases para os próximos 20 mil milhões de dispositivos.”

11460-moonshot5_800

O novo sistema HP Moonshot representa a segunda geração de servidores do Projeto Moonshot da HP. Esta nova classe de servidores é projetada para lidar com os desafios das TI, criados pelas novas realidades como o social media, cloud, mobilidade e big data. Os servidores Moonshot da HP são construídos a partir de chips mais habitualmente utilizados em smartphones e tablets, que permitem que os servidores sejam capazes de oferecer uma utilização energética reduzida e uma pegada de alta densidade, e tudo isto a um custo significativamente menor.

A plataforma HP Moonshot é composta pela enclosure HP Moonshot 1500 e pelos servidores otimizados para aplicações HP ProLiant Moonshot. Estes servidores vão oferecer processadores a partir de diversos parceiros HP, sendo que cada um tem a missão de dar resposta a uma carga de trabalho específica.

Garantindo o suporte para 1.800 servidores por rack, os servidores HP Moonshot ocupam um oitavo do espaço exigido para os servidores tradicionais, representando uma solução bastante atrativa para o problema da ocupação de espaço físico dentro do centro de dados (3). Cada chassis partilha componentes tradicionais, incluindo a rede, a tecnologia de gestão HP Integrated Lights Out (iLo), a fonte de alimentação e as ventoinhas de refrigeração. Estes componentes partilhados reduzem a complexidade e contribuem para a redução das necessidades energética e de espaço.

“Na qualidade de empresa cloud service provider, vemos uma série de novas oportunidades a emergirem com o crescimento da virtualização do desktop e dos dispositivos inteligentes”, diz Dan Sutherland, CEO da Carrenza. “O poder de computação e a escalabilidade do HP Moonshot 1500 vão permitir-nos desenvolver novas formas de interação com os nossos clientes e diferenciar-nos através de novos serviços inovadores, poupando nos custos. Seremos capazes de acelerar o crescimento dos negócios de uma forma mais eficiente, sem termos de nos preocupar com a necessidade de haver espaço extra no rack ou com maior utilização de energia.”

O primeiro servidor HP ProLiant Moonshot vai estar disponível com o processador Intel® Atom S1200 e suportará cargas de trabalho de web-hosting. Por sua vez, o HP Moonshot 1500 – uma enclosure para servidores com 4,3U de altura – surgirá totalmente equipada com 45 servidores com tecnologia Intel, conetividade de rede e ainda componentes de suporte.

A HP também anunciou um roadmap abrangente de servidores HP ProLiant Moonshot otimizados para cargas de trabalho, que incorporam processadores a partir de um vasto ecossistema de parceiros HP, incluindo nomes como AMD, AppliedMicro, Calxeda, Intel e Texas Instruments Incorporated.

Com lançamento agendado para a segunda metade de 2013, os novos servidores HP ProLiant Moonshot vão dar suporte aos emergentes ambientes de cloud na web e aos ambientes de computação massivos, bem como de análise e de telecomunicações. Futuros servidores serão entregues para ambientes de big data, computação de alto desempenho, jogos, serviços financeiros, genética, reconhecimento facial, análise de vídeo e outras aplicações.

“Face às restrições em termos de eficiência energética e capacidade de computação analítica para dar suporte à investigação líder mundial de geociências, existe uma necessidade absoluta de obtermos inovações tecnológicas por parte de empresas líderes como a HP”, disse Chris Hill, principal research engineer no Massachusetts Institute of Technology (MIT) e co-chair no Research and Education Subcommittee do centro Massachusetts Green High Performance Computing. “Os novos servidores Moonshot da HP representam o tipo de inovação que nos faz confiar que a infraestrutura tem a elasticidade necessária para continuar a crescer e suportar os requisitos fundamentalmente insaciáveis – e tudo isto usando menos energia e espaço e com uma maior integração e um menor custo.”


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário