GSTEP fatura 1,45M€ no 1º Semestre

8008
0
Share:

A GSTEP anunciou os resultados financeiros do 1º semestre e as perspetivas até ao final do ano. Nos primeiros 6 meses de 2014, a empresa atingiu 1,45 milhões de euros de volume de negócios e prevê fechar este ano com 2,5 milhões de euros.

Durante o primeiro semestre, a GSTEP inaugurou o seu primeiro escritório além-fronteiras, em Moçambique, com o objetivo de gerir oportunidades neste mercado e na África do Sul, e onde já está a desenvolver um projeto no banco BCI Moçambique, além dos projetos históricos naquele mercado. A área internacional da empresa deverá atingir os 25% no final de 2014 e o objetivo a curto prazo é que represente 50% na faturação. A GSTEP tem projetos a decorrer na Europa Central, Reino Unido, Moçambique, Angola e África do Sul.

Ao nível de Recursos Humanos, a GSTEP conta com uma equipa de 34 colaboradores e a previsão até ao final do ano é contratar mais 4 pessoas. Todos os colaboradores detêm certificados Oracle e de outros parceiros tecnológicos nas 2 áreas de atuação da empresa: Business Intelligence e Enterprise Performance Management.

A empresa tem atualmente mais de 20 clientes ativos, entre eles a Espírito Santo Saúde, LUSITANIA, VALE MOÇAMBIQUE, TIMWE, Crédito Agrícola Serviços, Direção Geral de Saúde, Grupo Luís Simões, Banco Credibom, SIBS, Chronopost Portugal, Groupama, Autoestradas do Atlântico e BCI Moçambique.

O primeiro semestre ficou ainda marcado pelo lançamento de duas soluções de BI pré-customizadas, além da Hyperion Planning, da Oracle Data Quality e da Oracle Endeca. A GSTEP estabeleceu ainda duas novas parcerias, com a MicroStrategy e SAS.

“O primeiro semestre foi extremamente positivo para a GSTEP. Crescemos consideravelmente em relação ao período homólogo, reforçámos a equipa e as nossas competências, especialmente em tecnologia Oracle, MicroStrategy e SAS, ao mesmo tempo que firmámos um acordo de revenda da Qlikview para o mercado Africano. O objetivo é continuarmos a crescer consistentemente, quer em Portugal, quer nos mercados externos,“ conclui Carlos Cardoso, CEO da GSTEP.


Share:

Deixe o seu comentário