Garmin revê em alta previsões para o final de 2013

8184
0
Share:

A Garmin anunciou os resultados do terceiro trimestre de 2013, que terminou no passado dia 28 de setembro, sendo que os mercados tradicionais voltaram a registar um crescimento muito positivo e a contribuir decisivamente para os resultados verificados neste período, que ficaram acima das expetativas inicialmente traçadas pela Garmin. Destaque para o desempenho dos segmentos Fitness e Náutico, que cresceram 25% e 24%, respetivamente.

Terceiro Trimestre de 2013 – Sumário Financeiro

A Garmin registou no terceiro trimestre deste ano receitas no valor de 644 milhões de dólares, o que representa um recuo de 4 por cento face aos 672 milhões de dólares obtidos no terceiro trimestre de 2012. Este valor apresenta a seguinte segmentação por áreas:

– A receita no segmento Outdoor desceu 4% para os 101,3 milhões de dólares;
– A receita no segmento Fitness disparou 25% para os 81 milhões de dólares;
– A receita no segmento Aviação cresceu 15% para os 83,4 milhões de dólares.
– A receita no segmento Náutico aumentou 24% para os 55,3 milhões de dólares;
– A receita no segmento Automóvel/Mobile caiu 16% para 322,5 milhões de dólares;

Em termos geográficos, todas as regiões revelaram uma descida nas receitas, à exceção da EMEA que regressou aos resultados positivos com um crescimento de 9%, face aos valores conseguidos no terceiro trimestre de 2012. Esta tabela apresenta a seguinte distribuição:

– A região geográfica das Américas caiu 12% para os 333,4 milhões de dólares;
– A região Europa, Médio Oriente e África (EMEA) subiu 9% para os 245,6 milhões de dólares;
– A região da Ásia Pacífico (APAC) teve uma quebra de 4% para os 64,5 milhões de dólares.

Cliff Pemble, Presidente e Chief Executive Officer da Garmin Ltd, admitiu que os resultados conseguidos ficaram acima das expetativas inicialmente traçadas e sublinhou que “a evolução dos segmentos Fitness e Náutica são representativos da eficiente gestão da empresa e do lançamento de soluções que respondem às necessidades de inovação, mobilidade e qualidade a preços competitivos exigidas pelo mercado atual”.

Análise por segmento de mercado

O segmento Outdoor não conseguiu replicar os bons resultados registados no terceiro trimestre de 2012 e sofreu uma queda de 4% no período em análise. Apesar deste valor, as margens bruta e operacional dentro deste segmento mantiveram-se fortes, com 69% e 44%, respetivamente. A família de produtos para atividade de exterior foi também reforçada neste terceiro trimestre, com o lançamento das câmaras de aventura VIRB. Os modelos VIRB e VIRB Elite trazem novas funcionalidades para o mercado que comercializa este tipo de câmaras: ecrãs a cores, GPS, uma autonomia de bateria melhorada, integração com sensor de fitness e a possibilidade de a câmara poder ser controlada através de uma série de dispositivos Garmin já existentes. A Garmin acredita que esta nova linha de produtos, em conjunto com a oferta que será lançada no quarto trimestre, irá potenciar o crescimento do segmento Outdoor.

O segmento Fitness foi um dos que mais se destacou pela positiva neste trimestre ao exibir um crescimento de 25%. Segundo a Garmin, todo o portefólio de produtos registou números muito positivos em termos de vendas, no entanto, festa tabela foi liderada no trimestre pelos medidores de potência Vector e pelos sistemas de navegação para ciclismo Edge. Apesar da margem bruta ter diminuído 370 pontos face aos valores conseguido no ano passado, devido ao mix de produtos existente, a margem operacional revelou-se consistente, suportada pelo forte crescimento registado ao nível das receitas. No terceiro trimestre, a marca anunciou o lançamento do Forerunner 220 e 620, equipamentos que irão começar a ser comercializados no decorrer do quarto trimestre.

O segmento Aviação apresentou um crescimento de receita de 15% neste trimestre em análise face ao período homólogo de 2012, com os mercados OEM e de serviços pós-venda a contribuírem decisivamente para a melhoria dos resultados. O crescimento registado no mercado OEM continua a ser potenciado pelos constantes ganhos de quota de mercado na área dos aviões a jato privados e no mercado de helicópteros, e também pelo reforço da relação de negócio com parceiros OEM já existentes. As margens bruta e operacional no segmento da aviação aumentaram 71% e 28%, respetivamente, face aos valores verificados em 2012. A empresa continua a acreditar nas oportunidades potenciadas por um mercado no qual possui uma quota de mercado muito favorável há muito tempo e vai aumentar o seu investimento em pesquisa e desenvolvimento nesta área.

O segmento Náutico apresentou um crescimento de receita de 24% no trimestre em questão, impulsionado pela grande procura pelos plotters cartográficos da Garmin. Infelizmente, o ecossistema de preços na área da eletrónica marítima está cada vez mais competitivo, o que coloca uma forte pressão sobre a margem bruta. Apesar de ser uma indústria com uma dinâmica muito desafiante, a eficiente gestão das despesas operacionais liderada pela Garmin deu origem a receitas operacionais positivas neste trimestre. A empresa vai continuar a focar-se na inovação para promover ganhos ao nível da quota de mercado, ao mesmo tempo que procura reduzir e gerir os custos para aumentar o lucro a longo prazo.

O segmento Automóvel/Mobile apresentou uma quebra na receita de 16%, com as vendas de dispositivos PND a manterem a tendência de queda já estimada. A Garmin estima que os dispositivos PND registem uma descida de 20%, a nível global, em 2014 e está a gerir estrategicamente este negócio com base nas perspetivas existentes. A Garmin espera assistir brevemente ao sucesso de vendas dos novos equipamentos de navegação que passam a integrar alguns modelos da marca Mercedes Benz em 2014.

Natália Cabrera, diretora de Marketing da Garmin Ibéria, sublinha que apesar de as condições económicas “colocarem fortes entraves ao crescimento de algumas áreas, os resultados verificados neste terceiro trimestre demonstram que os consumidores continuam a valorizar os equipamentos e as soluções da Garmin pela inovação e fiabilidade que oferecem, razão pela qual a empresa irá continuar a aumentar o seu investimento em pesquisa e desenvolvimento nas várias áreas”.

Perante os bons resultados verificados no terceiro trimestre de 2013, a Garmin aumentou as suas estimativas para o quarto trimestre deste ano, antecipando um lucro operacional de aproximadamente 530 milhões de dólares. A companhia indicou ainda que, motivada pelos bons resultados verificados e pelas perspetivas positivas a curto prazo, o investimento em pesquisa e desenvolvimento vai continuar a ser uma aposta da Garmin para que mais oportunidades de receita se transformem numa realidade.


Share:

Deixe o seu comentário