Finalistas de Lisbon Challenge competem por investimento internacional

10032
0
Share:

Vinte e cinco startups finalistas do Lisbon Challenge vão apresentar os seus projetos a investidores de todo o mundo no primeiro Investors Day, que irá decorrer em paralelo com o Explorers Festival, no próximo dia 7 de novembro, na Central Station, em Lisboa.

Os empreendedores farão as suas apresentações perante investidores globais como a Index Ventures, 500 Startups, Martim Cabiedes, EC1Capital, ou DFJesprit, Blumberg Capital, Caixa Capital , ES Capital, Portugal Ventures, entre muitos outros. Serão também avaliados por um painel de jurados composto por especialistas internacionais como Gerald Heydenreich (CEO da OmnisMundi), Bjoern Lasse Herrmann (CEO da Startup Compass), ou Rui Pereira (Co-fundador da Outsystems).

Desde 28 de agosto que as 74 startups receberam mais de 900 horas de mentoria, cerca de 60 workshops e várias sessões de mentoring com profissionais de todo o mundo (incluindo profissionais da Google, PayPal, Softlayer, SAGE, Portugal Telecom, Seedcamp entre outros) como parte do programa de aceleração do Lisbon Challenge. Das 25 finalistas que irão ao primeiro Investors Day em Lisboa, apenas 10 startups serão selecionadas para apresentar os seus projetos a investidores em Londres, Nova Iorque e São Paulo. Para além desta oportunidade, há uma série de prémios em jogo: no total, são 150 mil euros em dinheiro (“no strings attached”), cerca de 3 milhões de euros em produtos e serviços a até 30 anos de espaço de escritório gratuito em Lisboa, oferecido pela Câmara Municipal de Lisboa.

O Lisbon Challenge é um programa transatlântico de aceleração destinado a startups em fase de crescimento, com o objetivo de as capacitar para o crescimento, internacionalização e captação de financiamento a curto prazo. Nesta primeira edição, o programa recebeu cerca de 500 candidaturas, das quais 40% internacionais.

As 25 startups finalistas são Babelverse; Boonzi; Cell2B; Eventyard; Glean; Gudgo; InPeople; Limetree; Lutebox; Monitor Backlinks; MyChild; MyGon; Omnipaste; Orankl; Parcelmix; Pictastik; Splinter.me; Startup Dashboard; Stuffle; Tuizzi; Vertequip; Vitalidi; WannaPlayer; Whale e YDreamsRobotics.

Pedro Rocha Vieira, Presidente da Beta-i, sublinhou: “Estas 25 startups são os finalistas das quase 500 candidaturas que recebemos de todo o mundo. O sucesso que este programa teve é o reflexo da projeção que Lisboa já tem enquanto local com boas condições para atrair e lançar negócios globais, devido à sua infraestrutura, acesso a talento de topo e a grandes mercados como o Europeu, EUA e CPLP. Depois de vários meses em formação intensiva, e de centenas de horas de sessões com mentores internacionais de topo, os vencedores vão ter a oportunidade de apresentar os seus projectos a investidores internacionais em Lisboa, Nova Iorque, São Paulo e Londres.”

O LisbonChallenge, organizado pela Beta-i, conta com a parceria da Câmara Municipal de Lisboa e o Alto Patrocínio da Presidência da República, e o apoio da Comissão Europeia. Tem como sponsors a Caixa Geral de Depósitos, a Fundação Luso-Americana, o Instituto do Emprego e Formação Profissional, a KIC Inno Energy, a PT, o Turismo de Portugal, a Fundação Calouste Gulbenkian, a Outsystems, o IAPMEI, a NAVES SCR, a SONAE, entre muitos outros parceiros.


Share:

Deixe o seu comentário