Facebook apresenta slideshow

9592
0
Share:

No seguimento do que tem vindo a desenvolver para conseguir melhor conectividade para todos, resolver desafios dos anunciantes e desbloquear novas formas de criatividade, o Facebook acaba de lançar uma nova forma de anúncio em vídeo. O slideshow é feito a partir de uma série de imagens estáticas, fácil para os anunciantes usarem e para envolverem as pessoas.

Uma vez que os utilizadores se ligam ao Facebook com diferentes velocidades de internet e diferentes tipos de dispositivos e o formato vídeo é cada vez mais utilizado no consumo mobile, o vídeo pode ser um desafio para os anunciantes. O slideshow é não só uma ferramenta de criação de vídeo, como um novo formato de anúncio que ajuda os anunciantes a contar as histórias das marcas nos países emergentes e de alto crescimento e que pode ser usado por pequenas empresas que não tenham recursos para criar vídeos.

Alguns dos benefícios adicionais que o slideshow oferece aos anunciantes:

Oferece a todas as empresas a capacidade de criarem recursos de vídeos: o slideshow reduz a necessidade de produção de vídeo e recursos. As empresas podem utilizar as suas imagens ou utilizar imagens de arquivo da biblioteca do Facebook;

Chegar a mais pessoas com vídeo em todos os dispositivos: o tamanho de ficheiro mais pequeno ajuda os anunciantes a atingirem mais pessoas com o formato de vídeo, independentemente do dispositivo ou velocidade de conexão;

São necessários menos dados: um slideshow de 15 segundos pode ser até 5 vezes mais pequeno no tamanho de um ficheiro de vídeo com a mesma duração.

Testes recentes com o slideshow:

No Quénia e na Nigéria, a Coca-Cola desenvolveu um anúncio para criar notoriedade para a nova temporada de Coke Studio Africa;

Para ampliar o alcance do seu anúncio para as pessoas dentro do seu público-alvo que estavam com conexões lentas ou telemóveis mais antigos, retiraram imagens em alta resolução do vídeo e utilizaram-nas com um texto básico e passaram a história em slideshow no Facebook;

Os resultados foram positivos: atingiram dois milhões de pessoas – o dobro do seu objetivo – e aumentaram a sua notoriedade em 10 pontos no Quénia.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário