Facebook abre primeiro escritório africano em Joanesburgo

8888
0
Share:

O Facebook abriu o seu primeiro escritório em África com vista a reforçar o seu compromisso na ajuda à comunicação entre empresas e pessoas e ao crescimento local e regional. Com sede em Melrose Arch, Joanesburgo, este será dirigido pela nova Diretora da empresa em África, Nunu Ntshingila, uma veterana da Ogilvy.

O Facebook é já uma ferramenta importante na forma como pessoas e empresas comunicam em África. O objetivo desta abertura é apoiar o crescimento significativo de pessoas e empresas que utilizam esta rede social — A população de utilizadores ativos do Facebook em África cresceu 20%, alcançando os 120 milhões em junho de 2015, relativamente aos 100 milhões de setembro de 2014. Mais de 80% destes acedem ao à rede social via telemóvel.

“Somos inspirados pelas formas incríveis como as pessoas e empresas em África utilizam o Facebook para comunicar. Este crescimento em África resulta de fortes parcerias com anunciantes e da excelente adoção dos nossos produtos em todas as regiões. No primeiro trimestre de 2015, 52% do total das receitas publicitárias veio de fora dos EUA e do Canadá. Mas estamos apenas a começar”, explica Nicola Mendelsohn, Vice-Presidente do Facebook EMEA.

“A comunicação móvel não é uma tendência; mas sim o desenvolvimento mais rápido alguma vez visto na área das comunicações. África é um exemplo perfeito – onde tantas pessoas comunicam exclusivamente por via móvel. Este novo escritório é um marco significativo para o Facebook e as nossas equipas pretendem fazer parcerias com empresas em todo o continente”, acrescenta Mendelsohn.

“África é importante para o Facebook e, por isso, este escritório é uma parte crucial da nossa estratégia para expandirmos o investimento e presença na região EMEA (Europa, Médio Oriente e África). O Facebook já é uma parte fundamental da vida em África e, num continente com mais de mil milhões de habitantes, queremos fazer mais para ajudar pessoas e empresas a comunicarem.”

Ajudar ao crescimento de empresas de todas as dimensões

“O novo escritório africano irá prestar apoio aos nossos clientes em todo o continente. Sabemos que uma abordagem uniforme não se adequa ao desenvolvimento de produtos e soluções que façam face às necessidades diversificadas, e é por isso que estamos empenhados em criar soluções personalizadas para pessoas e empresas e soluções específicas para os mercados africanos”, sublinha Ari Kesisoglu, Diretor Regional do Facebook MEA (Médio Oriente e África).

Kesisoglu acrescenta: “A nossa prioridade para os próximos meses é a continuação do trabalho que já estamos a desenvolver com alguns clientes desta região. Vamos trabalhar ainda mais de perto com empresas e agências de modo a entender os desafios, para que possamos criar soluções que ajudem a expandir os seus negócios. As pessoas querem cada vez mais estar ligadas ao mundo à sua volta e anseiam por informações sobre novos serviços e produtos que melhorem as suas vidas. Simultaneamente, as empresas precisam de formas mais fortes, flexíveis e menos fragmentadas de chegar às pessoas na África Subsariana. Teremos como missão ligar marcas e clientes em África, criando valor para todas as partes envolvidas no processo.”

Nicola Mendelsohn sublinha: “Estamos felizes por ter uma equipa de liderança a trabalhar no continente, dirigida por Nunu Ntshingila, a nossa nova Diretora em África. Nunu Ntshingila integrará a nossa equipa em Setembro deste ano e trabalhará com empresas e agências em toda a região.” Ntshingila ajudou à criação da rede da Ogilvy na África Subsariana, que abrange 27 países. Formada na Universidade da Suazilândia e na Universidade de Morgan State nos EUA, Ntshingila ocupou igualmente cargos superiores na Nike e no Conselho de Turismo Sul-Africano.

Mercados em expansão

O Facebook centrar-se-á inicialmente nos seus negócios em países de referência nas principais regiões da África Subsariana: Quénia (África Oriental), Nigéria (África Ocidental) e África do Sul (Sul de África). Outros países em que prestamos apoio incluem o Senegal, Costa do Marfim, Gana, Tanzânia, Ruanda, Uganda, Zâmbia, Moçambique e Etiópia.

O Facebook apostará parcerias com governos, operadores de telecomunicações, agências e outras partes interessadas para fornecer soluções localizadas a anunciantes e utilizadores em todo o continente. A empresa continuará a dedicar-se a apresentar soluções, métricas e formatos de anúncios à medida das necessidades dos clientes e anunciantes no ambiente de utilização prioritária ou exclusivamente móvel em África.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário