20952 0

European Extremely Large Telescope tem participação portuguesa

O Ministério da Educação e da Ciência confirmou esta semana a participação de Portugal na construção do telescópio European Extremely Large Telescope (ELT) do Observatório Europeu do Sul (ESO), uma infraestrutura de importância estratégica para o avanço da Investigação Europeia.

O Director Geral do ESO, Tim de Zeeuw, sublinha que “com esta importante decisão, Portugal junta-se à lista de Estados Membros que irão liderar o avanço da astronomia nas próximas décadas. Esta decisão beneficiará os astrónomos portugueses, os construtores de instrumentos e a indústria.” O telescópio, de 40 metros de diâmetro, permitirá realizar grandes avanços no estudo de planetas extra-solares, buracos negros supermassivos e da natureza e distribuição da matéria e energia escura que dominam o Universo.

José Afonso, Director do Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa, assegura que “Este é um passo fundamental para manter o enorme impacto internacional da investigação feita em astronomia e ciências do espaço por portugueses e garante a participação da indústria nacional num projeto tecnológico revolucionário. Para o CAAUL, este passo permitirá capitalizar todo o conhecimento e experiências acumulados nos últimos anos com a participação na construção de instrumentos para o ESO-VLT, e maximizar o retorno científico da sua investigação de fronteira.”

Para além de ser uma prioridade do ESO para as próximas décadas, o E-ELT é também um dos projetos identificados como essenciais para o avanço da Investigação e Inovação Europeias. Portugal junta-se agora a uma lista de 13 países que já confirmaram a sua participação, o que permitirá o acesso a todas as fases da construção, para além da utilização, daquele que será o maior telescópio óptico do mundo na próxima década.

O CAAUL é um centro de investigação em astronomia e astrofísica envolvido em projetos internacionais e com uma elevada produção científica. Para além da investigação de projeção internacional, tem vindo a desenvolver atividades de divulgação como cursos, palestras, visitas e observações astronómicas para o público em geral.


Bruno Fonseca

Bruno Fonseca

Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Notícias Relacionadas

PHC lança novo PHC CS

A PHC anunciou a disponibilização do novo PHC CS, a mais recente versão da sua suite de aplicações de gestão. Mais inovadora, flexível e preparada para endereçar as

PHC volta a inovar com a Next Wave PHC FX

A PHC acaba de apresentar a mais recente onda de inovação (Next Wave) do PHC FX, que vem acrescentar leque ainda maior de novidades a este software de gestão

OpenText lança Discovery Suite para valorizar o Big Content

A OpenText lançou a Discovery Suite com o objectivo de integrar, valorizar e gerir os conteúdos das organizações, reduzindo os riscos e custos, e aumentando a produtividade, colaboração e

Citi Ventures realiza investimento estratégico na Portuguesa Feedzai

A portuguesa Feedzai em particular nas áreas de deteção de fraude em tempo real para os setores bancários e e-commerce, anuncia o investimento estratégico por parte da norte-americana

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *