Estudantes da FEUP participam na quarta edição do Indra Future Minds Competition

9592
0
Share:

Estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto participam na quarta edição do concurso internacional universitário Indra Future Minds Competition, lançado pela Indra, uma das principais multinacionais de consultoria e tecnologia da Europa. O concurso baseado na multiculturalidade e nas novas tecnologias acaba de começar com uma primeira fase virtual.

Os estudantes vão colaborar e competir com universitários de nove países – Brasil, Colômbia, Chile, Espanha, Filipinas, Itália, México, Panamá e Perú – para conquistar um lugar na final (que se realiza este ano na sede da multinacional na Cidade do México) e ganhar o prémio final: um contrato com a Indra num dos países participantes.

No Indra Future Minds Competition os universitários enfrentam alguns dos desafios atuais do mundo empresarial. Trabalhando sempre num cenário multicultural, os participantes terão de utilizar ferramentas colaborativas em ambientes virtuais ou desenvolver capacidades distintas à capacidade técnica, como o trabalho em equipa.

No total são 16 equipas, formadas por três estudantes (mais um de reserva), eleitos por cada universidade ou pela multinacional. De entre os estudantes finalistas a seleção é feita tendo em conta o trabalho, competências e habilidades dos candidatos. Depois de formadas as equipas têm que resolver vários enigmas, baseados em projetos reais da Indra, que vão desde o desenho de uma solução educativa na cloud, até ao teste de um sistema internacional integrado de vigilância de fronteiras marítimas, uma plataforma tecnológica completa para o sector dos seguros ou o desenvolvimento de um projecto de observação da Terra.

120 estudantes provenientes de 12 países e 37 universidades, já participaram nas três edições anteriores desta competição, cujo prémio final é um contrato com a Indra, num dos países participantes na competição, logo que o estudante tenha terminado os seus estudos.  O objetivo é proporcionar uma experiência internacional aos três membros da equipa vencedora, que os ajude a desenvolver um perfil global tendo, por seu lado, a Indra a oportunidade de incorporar na empresa, o melhor talento, esteja aonde este estiver.

Colaboração internacional na fase virtual

Na primeira fase, de 24 de Fevereiro a 23 de Março, os participantes de duas equipas de diferentes países irão formar um conjunto internacional para colaborarem de forma virtual, na resolução dos enigmas propostos pela competição. Desta forma, os universitários vão experimentar novos modos de relacionamento no contexto empresarial, utilizando tecnologias de última geração para comunicar e trabalhar em equipa, partilhando informação em tempo real com pessoas de países diferentes, tal como acontece atualmente nas empresas globais.

Os estudantes irão também interagir virtualmente com profissionais da Indra, já que cada enigma contará com uma aula virtual e um encontro digital, ministrados pelos responsáveis do enigma dentro da multinacional, para explicação dos detalhes do projeto e resposta a dúvidas que surjam na elaboração do trabalho.

O trabalho consiste na apresentação de uma proposta de resolução do enigma: os estudantes apresentam o seu grupo, explicam o enigma que lhes foi proposto, a solução encontrada, demonstrando a inovação e valor acrescentado que incorpora e enfatizando o que distingue a sua equipa e a sua ideia. Os critérios de avaliação das propostas são baseados nos valores defendidos pela Indra: determinação, rigor, sensibilidade e originalidade. 

Viagem ao México para competir na final

Dois dos conjuntos plurinacionais da fase virtual são apurados para a final (que terá lugar nos dias 24 e 25 de Abril na Cidade do México) e irão participar numa nova fase da competição, de forma presencial e separados da sua equipa original. Esta última fase combinará actividades lúdicas e de conhecimento da Indra, com a resolução de enigmas. Todos os estudantes das quatro equipas que se tenham classificado para esta fase recebem um tablet como prémio de participação.Nesta quarta edição do Indra Future Minds Competition as universidades participantes são: Universidade de São Paulo e Universidade Federal de Bahía (Brasil), Universidade Tecnológica de Pereira e Universidade Nacional da Colômbia (Colômbia), a Universidade Federico Santa María (Chile), Universidade de Alcalá de Henares e Universidade de Deusto (Espanha), Universidade de La Salle e Universidade de Filipinas-Diliman (Filipinas), Politécnico di Bari (Itália), duas equipas da Escuela Superior de Cómputo del Instituto Politécnico Nacional de México (México), Universidade Tecnológica de Panamá (Panamá), Universidade Peruana de Ciências e Universidade Católica del Perú (Perú) e Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (Portugal).

A gestão de talento na Indra

Como companhia tecnológica, inovadora e global, a Indra pretende com este concurso oferecer aos estudantes uma experiencia internacional multicultural através das ferramentas de trabalho virtual. É exatamente esta experiência multicultural, o conhecer projectos diferentes e com uma visão completa, um dos aspetos mais valorizados pelos estudantes participantes nas edições anteriores.

A captação, desenvolvimento e retenção de talento é uma área fundamental para a sustentabilidade da Indra sendo uma prioridade estratégica da empresa. O Indra Future Minds Competition ajuda a encontrar o melhor talento e a estreitar a relação com as universidades de todo o mundo. A empresa mantém actualmente relação com mais de 200 universidades e centros de investigação através de cátedras, acordos e projectos de I+D, que lhe permitem aceder a novas tecnologias e captar profissionais.

As boas práticas da Indra na gestão de talento contribuíram para torná-la numa das empresas líderes em todo o mundo em sustentabilidade. A companhia renovou a sua presença no Índice de Sustentabilidade Dow Jones pelo oitavo ano consecutivo.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário