Ericsson promove Empowerment das Mulheres nas TIC

12408
0
Share:

A Ericsson tem dado prioridade crescente no incentivo às mulheres considerarem uma carreira nas TIC e demonstrado as potencialidades do setor tecnológico, promovendo assim a igualdade de género no setor. Como parte do seu programa de Diversidade e Inclusão, a Ericsson estabeleceu já o objetivo de, em 2020, as mulheres constituírem cerca de 30 por cento da sua força de trabalho global.

A participação da Ericsson em ações no âmbito do tema Girls in ICT, para além valorizar o papel da mulher no desenvolvimento da sua visão da Sociedade em Rede, promove a partilha de testemunhos e de experiências no mundo tecnológico. À semelhança dos anos anteriores, esta aposta repete-se e renova a parceria entre a Ericsson e o Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos. A Ericsson desafiou uma escola da sua localidade a receber a sua equipa.

A presença das colaboradoras Chiara Bedini e Rute Diniz, duas mulheres de sucesso da área das TIC, conquistadas pelo desejo de trabalhar neste setor, vão, tal como em anos anteriores, representar a Ericsson e partilhar com as jovens estudantes as suas
experiências e os desafios no dia-a-dia trabalhar com as tecnologias. Ainda no âmbito Girls in ICT 2017, a Ericsson recebe, nas suas instalações os filhos e filhas dos seus colaboradores, reforçando a sua dinamização na criação de pontes entre o meio familiar e profissional. Na Ericsson, os mais novos vão ter oportunidade de fazer uma visita guiada à Ericsson e dessa forma terem um contacto privilegiado com atividades que despertam o interesse e podem incentivar a uma aposta futura numa carreira neste sector.

Entre as atrações, destaque para interação com exemplos da Internet das Coisas (IoT), permitindo a conexão entre máquinas e a possibilidade de comandar máquinas remotamente a máquinas, e a visualização de kits de arduíno e de um drone.

A Ericsson lançou também uma competição “Ericsson Innovation Awards: Girls Who Innovate” em redor do tema: “The future of food”. Esta competição é dirigida a raparigas entre os 9 e os 18 anos sendo incentivadas a submeter as suas ideias no website da Ericsson para o efeito, sobre as quais um júri composto por colaboradores da empresa votará na melhor ideia.

A Ericsson lança também, através da sua já conhecida divisão Ericsson ConsumerLab, um novo estudo sobre a correlação entre empowerment e acesso e compromisso com o sector ICT, numa versão dedicada às Mulheres, ao Dia Internacional da Mulher e focada num segmento jovem.

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário