17848 0

Ericsson mantém-se nos lugares cimeiros do ranking climático da Greenpeace

A Greenpeace atribuiu à Ericsson o terceiro lugar no ranking na sua mais recente avaliação de players globais de TI, Cool IT Leaderboard. Isto significa que a empresa mantém a posição que ocupava no ano passado, e até melhorou o seu resultado global.

“Temos vindo a trabalhar aspectos climáticas e energéticas há mais de uma década, e estamos satisfeitos por sermos, mais uma vez, reconhecidos pela Greenpeace, pela nossa liderança nesta área”, afirma Elaine Weidman-Grunewald, Vice President and Head of Sustainability and Corporate Responsibility da Ericsson. “A Greenpeace compreendeu o impacto que o sector das TIC pode ter nas alterações climáticas, e precisamos que mais organizações e criadores de políticas compreendam isto no futuro, de modo a possibilitar todo o potencial que as TIC podem trazer para a sustentabilidade”.

O Greenpeace Cool IT Leaderboard é um ranking anual que avalia as empresas globais de TI relativamente aos seus esforços de liderança para influenciar os governos a promoverem a mudança no sector energético, de forma a reduzir a produção de emissões de carbono e a mitigar os efeitos das alterações climáticas. O ranking deste ano conta com um total de 21 empresas, cada uma avaliada em três categorias:

  • Soluções Climáticas – esforços para oferecer soluções climáticas em toda a economia
  • Impacto Energético das TI – esforços para reduzir as emissões nas suas próprias operações
  • Sensibilização Política – esforços para influenciar políticas climáticas e energéticas baseadas na ciência

A Ericsson obteve um total de 51 pontos, mais três do que no ano passado. A pontuação mais elevada da empresa foi na categoria de Soluções Climáticas; aqui, a Ericsson foi reconhecida pela Greenpeace pela sua forte metodologia na medição do impacto das suas poupanças energéticas de TI, e pelos seus case studies reais de soluções de TI. Ainda assim, a Greenpeace identificou áreas com espaço para melhoria pela Ericsson.


Bruno Fonseca

Bruno Fonseca

Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Notícias Relacionadas

NEC apresenta o ecrã de grande formato MultiSync V463

A NEC revela o MultiSync V463, um dos primeiros ecrãs de grande formato com um painel LCD profissional com Edge LED backlights. A nova tecnologia de backlight permite reduzir

Soluções Pré-fabricadas e Micro Data Center da Schneider Electric recebem prémio Data Centre Power Product of the Year

A Schneider Electric  foi a grande vencedora dos DCS Awards 2016, na categoria Data Centre Power Product of the Year. O inovador portefólio de soluções pré-fabricadas e de Micro

Check Point SandBlast ganha prémio SC Media para a melhor proteção contra ameaças avançadas

A Check Point informa que a sua tecnologia de combate a ataques de dia zero SandBlast recebeu o prémio SC Media para a melhor proteção contra ameaças persistentes. A

Atos garante identidade digital em projeto europeu de 9 milhões de euros

A Atos é um dos impulsionadores do LIGHTest, um projeto cofinanciado por fundos europeus que tem como objetivo desenhar uma infraestrutura global fiável para suportar as transações eletrónicas

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *