Ericsson mantém-se nos lugares cimeiros do ranking climático da Greenpeace

8448
0
Share:

A Greenpeace atribuiu à Ericsson o terceiro lugar no ranking na sua mais recente avaliação de players globais de TI, Cool IT Leaderboard. Isto significa que a empresa mantém a posição que ocupava no ano passado, e até melhorou o seu resultado global.

“Temos vindo a trabalhar aspectos climáticas e energéticas há mais de uma década, e estamos satisfeitos por sermos, mais uma vez, reconhecidos pela Greenpeace, pela nossa liderança nesta área”, afirma Elaine Weidman-Grunewald, Vice President and Head of Sustainability and Corporate Responsibility da Ericsson. “A Greenpeace compreendeu o impacto que o sector das TIC pode ter nas alterações climáticas, e precisamos que mais organizações e criadores de políticas compreendam isto no futuro, de modo a possibilitar todo o potencial que as TIC podem trazer para a sustentabilidade”.

O Greenpeace Cool IT Leaderboard é um ranking anual que avalia as empresas globais de TI relativamente aos seus esforços de liderança para influenciar os governos a promoverem a mudança no sector energético, de forma a reduzir a produção de emissões de carbono e a mitigar os efeitos das alterações climáticas. O ranking deste ano conta com um total de 21 empresas, cada uma avaliada em três categorias:

  • Soluções Climáticas – esforços para oferecer soluções climáticas em toda a economia
  • Impacto Energético das TI – esforços para reduzir as emissões nas suas próprias operações
  • Sensibilização Política – esforços para influenciar políticas climáticas e energéticas baseadas na ciência

A Ericsson obteve um total de 51 pontos, mais três do que no ano passado. A pontuação mais elevada da empresa foi na categoria de Soluções Climáticas; aqui, a Ericsson foi reconhecida pela Greenpeace pela sua forte metodologia na medição do impacto das suas poupanças energéticas de TI, e pelos seus case studies reais de soluções de TI. Ainda assim, a Greenpeace identificou áreas com espaço para melhoria pela Ericsson.


Share:

Deixe o seu comentário