Ericsson e Vodafone implementam primeira FDD/TDD Carrier Aggregation numa rede comercial, em Portugal

8360
0
Share:

A Vodafone será o primeiro operador a aproveitar as vantagens de uma convergência de rede e agregação de portadoras LTE FDD/TDD, na sua rede em Portugal, graças à
tecnologia da Ericsson e da Qualcomm Technologies, Inc, uma subsidiária de Qualcomm Incorporated. Esta implementação vai permitir ao operador combinar as melhores
características dos modos LTE FDD e TDD. A integração da tecnologia TDD na rede FDD já instalada vai potenciar significativamente a capacidade total de downlink de dados e
melhorar toda a experiência de banda larga móvel dos subscritores. Além disto, a agregação de portadoras FDD/TDD expande a cobertura de apps do layer TDD em até 230 por cento.

O mais recente Ericsson Mobility Report (edição Junho 2015) aponta para um crescimento de nove vezes do tráfego móvel até 2020, o que implica a necessidade de maior capacidade e cobertura a curto prazo. Com um suporte mais vasto em termos de dispositivos previsto para ainda durante este ano, a implementação de tecnologia convergente de agregação de portadoras em redes comerciais, desde já, permite ao operador estar preparado para tirar o máximo proveito, assim que os terminais ficarem disponíveis.

Utilizando apenas uma actualização de software ao hardware de banda base da Ericsson em funcionamento na rede, a versão Ericsson Networks Software 15B permite a operação em simultâneo das tecnologias LTE FDD e TDD.

Per Narvinger, Responsável da área de LTE na Ericsson, refere: “A combinação do TDD com espetro FDD de baixa frequência vai melhorar a área de cobertura de alta frequência TDD. Além disto, o espetro TDD vai melhorar significativamente a taxa de transferência global de downlink. Com a disponibilidade global do espetro TDD, encaramos a agregação de portadoras FDD/TDD como uma tecnologia chave para os nossos clientes em todo mundo melhorarem ainda mais a experiência do utilizador.”

Enrico Salvatori, SVP e Presidente da Qualcomm Europa, afirma: “Estamos bastante satisfeitos por trabalhar com a Ericsson e com a Vodafone nas mais recentes soluções multimodo de LTE-Advanced e por possibilitar aos consumidores uma experiência de banda larga melhorada. O processador Snapdragon 810 combinado com X10 LTE reforça a nossa liderança em tecnologia LTE-Advanced ao suportar carrier aggregation em LTE TDD e LTE FDD.”

Esta implementação experimental da Vodafone na sua rede comercial em Portugal utiliza 15 MHz de banda 3 (FDD 1800) e 20 MHz de banda 38 (TDD 2600). Os testes são suportados por um processador Qualcomm Snapdragon 810 com X10 LTE em funcionamento num dispositivo móvel. O processador Snapdragon 810 com X10 LTE é um produto da Qualcomm Technologies.

A Ericsson e a Qualcomm foram as primeiras a conseguir demonstrações de FDD/TDD carrier aggregation em hardware e software comerciais no ano passado.

A Ericsson está atualmente presente em todos os mercados LTE de maior tráfego, incluindo os EUA, Japão e Coreia do Sul, liderando o tráfego global de LTE – 40 por cento do tráfego móvel de todo o mundo passa pelas redes da Ericsson, representando o dobro do tráfego móvel do concorrente mais próximo. A Ericsson ocupa o primeiro lugar em termos de quota de mercado em tecnologia LTE nas maiores 100 cidades do mundo. Existem mais de 220 redes LTE RAN e Evolved Packet Core implementadas a nível mundial, 170 das quais foram já lançadas comercialmente.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário