15617 0

Ericsson Device Care soluciona problemas técnicos para os utilizadores

Há já vários anos que é possível receber remotamente assistência se tiver problemas técnicos ao usar o seu computador. Isto significa que pode convidar alguém em quem confie para se conectar ao seu computador, partilhar o seu ecrã e até mesmo fazer alterações nas configurações do sistema. E se puder fazer o mesmo ao usar o seu dispositivo móvel? Agora é possível, graças ao serviço Ericsson Device Care.

O Ericsson Device Care é parte do conjunto de serviços Device and Application Verification da Ericsson, lançados o ano passado, durante o Mobile World Congress. No entanto, enquanto muitos serviços Device and Application Verification ajudam os fabricantes e developers a aperfeiçoarem as suas aplicações e dispositivos antes do lançamento, o Ericsson Device Care entra em jogo no pós lançamento – quando os dispositivos e as apps estão nas mãos dos utilizadores finais.

Os dispositivos móveis estão disponíveis numa gama cada vez maior de formas e tamanhos, em que cada um oferece diversos níveis de desempenho e tamanhos de ecrã. Existem três principais sistemas operativos móveis concorrentes, mas estão em uso diversas versões diferentes de cada um, em qualquer altura. O resultado é que os consumidores podem encontrar problemas inesperados enquanto utilizam os seus dispositivos móveis.

Paolo Colella, Vice President e Head of Business Line Consulting & Systems Integration, diz: “O Ericsson Device Care permite que os operadores observem, controlem, configurem e realizem diagnósticos, remotamente, em tempo real, em dispositivos e aplicações móveis. Isto deverá reduzir as despesas operacionais ao diminuir a devolução de dispositivos, melhorando percentagens de resolução à primeira chamada e reduzindo o tempo médio de processamento de chamadas. A optimização do desempenho do dispositivo e das aplicações melhora a experiência do consumidor, promove a fidelização, levando a maiores receitas para os operadores.”

O Ericsson Device Care dá resposta a uma necessidade criada pela crescente complexidade dos dispositivos móveis, a fragmentação dos sistemas operacionais e a proliferação de aplicações móveis – tudo isto contribuindo para aumentar os custos de atendimento ao cliente elevadas taxas de devolução de dispositivos. O Ericsson Device Care torna mais fácil que os operadores vejam exactamente o que os utilizadores finais estão a ver, fortalecendo as relações com os clientes e facultando também uma nova fonte de análise de negócio em profundidade. Esta solução é baseada numa parceria com a AetherPal.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Psiengine com novo Chief Executive Officer

A Psiengine acaba de nomear um novo Chief Executive Officer. Ricardo Ramião, de 34 anos, licenciado em Engenharia Informática e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico, com mais

Negócio da Saphety cresce 12%

A Saphety encerrou o exercício de 2014 com um crescimento de 12% face ao ano anterior, atingindo 6,8 milhões de euros de volume de negócios. Os bons resultados

Alcatel-Lucent Enterprise cresce a bom ritmo

A ALE que opera com a marca Alcatel-Lucent Enterprise, registou um crescimento anual e trimestral significativo na área de Wireless Local Area Networking. A conclusão foi do estudo

Indra implementa novos radares em Marrocos e moderniza Centro de Controlo de Agadir

O fornecedor de serviços de navegação aérea de Marrocos, Office National Des Aéroports (ONDA), adjudicou à Indra contratos para o desenvolvimento de radares de vigilância de tráfego aéreo

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *