EMPRESAS PORTUGUESAS PREPARAM-SE PARA SERVIR A NOVA GERAÇÃO DE CONSUMIDORES

5984
0
Share:

A EMC acaba de divulgar os resultados de um estudo no qual questionou os decisores de IT Portugueses acerca da sua perspectiva sobre o papel das TI como facilitadoras empresariais durante a mudança para as megatendências como a cloud, mobilidade, social e Big Data. O impacto das megatendências mudou fundamentalmente as expectativas dos consumidores e utilizadores finais que querem cada vez mais interagir online, a qualquer hora e em qualquer lugar, tornando o IT mais importante estrategicamente do que nunca. O IT tem estado focado em criar eficiência e em reduzir custos. Mas o estudo EMC Forum revela que em Portugal o IT é agora visto como um facilitador estratégico para fazer crescer o negócio e para uma melhor ligação com os clientes. O IT é visto como forma de impactar as empresas no que concerne à melhoria da experiência dos consumidores (56%) e na construção de novos produtos e serviços (42%), e as organizações estão cada vez mais a migrar para a cloud, com 18% já a utilizar clouds híbridas. No entanto, as barreiras terão de ser superadas para alcançar o pleno potencial.

IT como um facilitador de negócio

  • 82% dos inquiridos em Portugal relatam que os seus CXOs consideram o IT, mais do que nunca, como uma alavanca estratégica para fazer o negócio crescer;
  • As três principais prioridades de negócio na implementação de novas tecnologias nas organizações portuguesas são: automatização de processos (58%), melhoria da experiência do cliente (46%), e conquista de novos clientes (40%);
  • 79% dos Portugueses inquiridos concordam que a sua organização vê o papel crescente da automatização – como o armazenamento definido por software – como fundamental para o crescimento do negócio.

Aproveitando as Megatendências

  • 86% dos entrevistados esperam que as tecnologias de última geração, tais como mobilidade, social, cloud e Big Data dêem uma vantagem competitiva à sua organização;
  • Os Portugueses inquiridos afirmam que estas novas tecnologias vão impactar os principais aspectos do negócio, incluindo: melhorar a experiência do cliente (56%), construir novos produtos e serviços (42%) e gerir aplicações criticas de negócio (38%).
  • Como actualmente as empresas trabalham cada vez mais online, 70% dos entrevistados identificaram a necessidade de juntar os serviços na cloud pública e privada – cloud híbrida – como um meio para obter maior agilidade e segurança.

O futuro das TI

  • 61% dos Portugueses inquiridos acreditam que a sua organização tem o nível certo de capacidades e conhecimentos para completar as prioridades do negócio com sucesso.
  • 80% acreditam que será um desafio para estes skills manterem o ritmo com a inovação no IT nos próximos 1-2 anos.
  • 82% das empresas vê o IT como um facilitador de negócio, ainda assim, 25% acredita que os gastos com tecnologia estavam fora do seu controlo – indicando que as TI ainda tem algum trabalho a fazer para ganhar a confiança dos decisores.
  • 80% acreditam que o modelo de departamento de TI do futuro actuará como fornecedor interno de serviços on-demand, incluindo plataformas as-a-service e cloud pública e privada.

 


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário