Empresa portuguesa cria software para aumentar produtividade dos TOC

11968
0
Share:

A B-ONLINE criou o B-TOC (www.b-online.pt/toc), um novo produto exclusivamente dedicado aos Técnicos Oficiais de Contas (TOC), que permite simplificar a organização do trabalho ao nível da introdução dos documentos na contabilidade.

Desenvolvido por uma equipa de Técnicos Oficiais de Contas, o B-TOC é, nas palavras de Ana Monteiro, Gerente da B-ONLINE, «um produto inovador, único no mercado e que, pela primeira vez, é dirigido especificamente ao trabalho do TOC antes da contabilidade – a organização.»

A Autoridade Tributária e a normalização contabilística trouxeram inegáveis benefícios, mas têm contribuído para um incremento colossal do trabalho e da responsabilidade dos TOC. «A título de exemplo, o TOC tem de cumprir uma média de 70 obrigações declarativas por ano, por cliente. Isto, claro, para além da análise, tratamento e processamento de toda a informação gerada pelas empresas clientes. Acontece que o TOC também teve de se adaptar às novas condições de mercado. E, por isso, a este acréscimo de trabalho e de responsabilidade, não correspondeu um aumento dos preços praticados pelos serviços prestados. Resta, portanto, uma única alternativa. Aumentar a produtividade», salienta Ana Monteiro.

O B-TOC é, então, uma plataforma online de acesso exclusivo aos TOC que tira partido do ficheiro SAFT-PT para gerar um conjunto de mapas e documentos indispensáveis à organização da contabilidade, evitando ou minimizando os riscos de erro. Ana Monteiro esclarece que, graças ao B-TOC, «o Técnico de Contas deixa de ter de fazer um conjunto de tarefas e conferências manuais e passa a ter um sistema automático e fidedigno – porque é suportado no ficheiro SAFT-PT – que lhe poupa muito tempo e muito trabalho.»

O B-TOC foi lançado no início do mês de Março e já tem mais de uma centena de utilizadores. Para isso, contribuiu a promoção de adesão que possibilita aos TOC a experimentação do produto durante 30 dias, sem custos. Para Ana Monteiro, «esta é a única forma que temos de demonstrar aos TOC os benefícios do nosso software».

Cada acesso ao B-TOC (para 3 utilizadores e 50 empresas) representa um investimento anual de 150 euros, acrescidos de IVA. «Um investimento marginal e que é recuperado pelo TOC ao fim das primeiras horas de trabalho», refere Ana Monteiro.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário