Empresa Finlandesa elege GFI PORTUGAL como parceiro estratégico em SharePoint

11792
0
Share:

A Gfi Portugal formalizou uma parceria com a Innofactor. O acordo prevê a comercialização exclusiva pela Gfi da Innofactor Cloud Publishing, solução para edição simplificada de websites baseados em SharePoint. A parceria é o primeiro passo na estratégia de internacionalização da finlandesa que elege Portugal como um dos mercados chave para a sua expansão.

A solução permite publicar conteúdo online, através de uma ferramenta de edição criada pela Innofactor, em websites com design adatável às necesssidades de cada cliente. Entre os principais benefícios conta-se a redução do tempo de lançamento do site e respetivos custos, devido à capacidade de reutilização da plataforma para substituição de conteúdos sem necessidade de apoio técnico. Para Hugo de Sousa, da Gfi Portugal, “esta solução otimiza custos e diminui o “time-to-market”, permitindo  lançar uma campanha em poucos dias. A Gfi Cloud Portals é especialmente adequada a empresas que procuram soluções versáteis e cuja prioridade é a rentabilização do investimento, uma vez que depois de implementada, o cliente pode, autonomamente, alterar o conteúdo sempre que desejar”.

Na Finlândia, a adoção de soluções cloud está em forte expansão junto do sector público e privado, que recorre a estas soluções como forma de reduzir custos a médio/ longo prazo. Em Portugal, o mercado de soluções cloud apresenta oportunidades de crescimento, em especial junto de PME’s e start-ups. Depois de construir uma base de negócio sólida na Finlândia, a Innofactor aposta em 2013 nos mercados externos, tendo eleito Portugal como um dos mercados prioritários na sua estratégia de internacionalização. A Gfi Portugal é um dos primeiros parceiros no mercado português, devido ao “profissionalismo e capacidades da equipa” que impressionaram Ulla Hemminki, International Sales Manager da Innofactor Plc, que afirma ainda que “graças a esta parceria, acredita que podemos criar muitas histórias de sucesso com empresas portuguesas.”


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário