26966 0

CTT lançam projeto de apoio a startups portuguesas

Os CTT lançaram um projeto de apoio a Startups ou pessoas singulares com produtos, serviços ou modelos de negócio que possam vir a integrar-se na rede de Lojas CTT, bem como nos seus canais de venda online. O Future Opens, como foi chamado, está já aberto à apresentação de candidaturas e, após um processo de seleção, prevê-se que os vencedores iniciem a sua oferta nos canais CTT a partir de 2017.

Procuram-se empresas ou pessoas singulares com menos de três anos de atividade, sem limite de idade, que possuam oferta numa de três categorias: Retalho, incluindo produtos de retalho sustentável, de consumo e de tecnologia; Serviços, englobando serviços tecnológicos e de consumo; e Outros, nas situações em que os candidatos apresentem modelos de negócio que possam apresentar interesse para o negócio dos CTT.

A mecânica do Future Opens é simples: os candidatos devem apresentar a suas candidaturas online até 20 de Novembro deste ano, após o que os projetos serão submetidos a um processo de pré-seleção a anunciar até ao fim do ano. Após essa seleção, os candidatos farão apresentações personalizadas a um painel de juri, em formato pitch, de onde sairão os vencedores que passarão a contar com a rede de lojas CTT e com os canais de venda online dos CTT para a comercialização dos seus produtos e serviços.

O objectivo dos CTT é duplo: apoiar os novos empresários e empreendedores nacionais, que necessitam de uma rede de contacto com os clientes para expandir a sua base de atuação; e valorizar o negócio dos CTT, suportando uma diversificação da oferta e dos valores de convenciência da mais reticular rede de retalho dos CTT, a rede de lojas dos correios.

Os candidatos podem apresentar-se conjuntamente com pessoas singulares ou coletivas, desde que não exista qualquer modalidade jurídica de associação. Para apresentar candidatura em mais do que uma categoria é necessário que o candidato concorra separadamente a cada categoria, efetuando o número de inscrições referentes ao número de produtos/serviços ou modelos de negócio a concurso.

As candidaturas são realizadas através do preenchimento de um formulário online, disponível na página dos CTT.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Viable é uma das melhores startups do mundo saída de um MBA

Jaime Parodi Bardón e Manuel Azevedo Coutinho, ambos alumni do The Lisbon MBA, estão entre os finalistas do prémio de melhor projeto empreendedor do mundo saído de um

IBM Cloud selecionada para app inovadora da LisboaHorizontal

A IBM Portugal e a LisboaHorizontal, uma startup na área de Smarter Transportation, acabam de assinar um protocolo de cooperação na área de cloud. Esta parceria prevê a

Growin nomeia Duarte Oliveira Head of Oporto Office

A Growin nomeou Duarte Oliveira como Head of Oporto Office da Growin para liderar a equipa do novo escritório da empresa na região norte. Duarte Oliveira, licenciado em

Seedrs bate recordes e gera investimentos superiores a 100 milhões em 2016

O ano de 2016 foi sinónimo de forte crescimento e de expansão para a Seedrs. A maior plataforma europeia de equity crowdfunding bateu vários recordes e gerou investimentos

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *