38218 0

Commvault embarca na primeira expedição sustentada ao Pólo Sul

Terminou hoje o South Pole Energy Challenge, a primeira expedição que chegou ao Pólo Sul utilizando apenas energias limpas, tanto para a sobrevivência como para a carga e uso de dispositivos eletrónicos. A Commvault foi o parceiro tecnológico escolhido para a proteção de dados desta aventura, e proporcionou proteção e backup para todos os dados críticos capturados durante o trajeto.

Durante as semanas que durou o desafio, foram usadas tecnologias de vanguarda e suficientemente robustas para trabalhar num dos cenários mais hostis da Terra, ao mesmo tempo que se recolheram dados científicos fundamentais, com o objetivo de inspirar governos, educadores, empresas, investidores e indivíduos a tomar medidas concretas e quantificáveis para mudar a sua forma de pensar, legislar e usar a energia.

Chris Powell, Chief Marketing Officer da Commvault, que juntou às últimas 60 milhas da expedição, conta como a Commvault usou a sua tecnologia de gestão de dados para receber, indexar, armazenar e distribuir as mensagens, vídeos, fotografias e dados científicos historicamente significativos, enviados diretamente desde a Antártida enquanto a expedição decorria.

Durante a expedição, os dados foram transmitidos através de telefones com conexão por satélite. Para o vídeo e outros ficheiros de grande dimensão, foram usados cartões de dados que se enviavam da base do acampamento, no Union Glacier, para Punta Arenas, no Chile.

Todos os dados recebidos (comunicações, vídeos, áudio, fotos, emails e relatórios) foram sendo carregados diretamente na Commvault Data Platform, que, neste caso, foi executada na cloud do Microsoft Azure.

A chave para a gestão dos dados reside na oferta de serviços geridos da Commvault. A equipa de Serviços Geridos trabalha para garantir que o processo se realiza corretamente, especialmente quando uma organização – como é o caso da Fundação 2041 – tem experiência limitada em TI. Hoje em dia, a Fundação 2041 já consegue categorizar os conteúdos, decidir quem pode descarregar os dados (parceiros, patrocinadores, público, etc.) e determinar que tipo de acesso podem ter os meios de comunicação para as imagens, tudo de uma forma simples.

Una vez finalizada a expedição, a Commvault continuará a prestar apoio contínuo à organização 2041 durante os próximos anos para as suas operações diárias. Isso também inclui o armazenamento de dados e a proteção dos dados críticos que a fundação utilizará para cumprir a sua missão de proteger a Antártida e impulsionar a sua mensagem de adoção de energias sustentáveis e renováveis para combater as alterações climáticas.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

PRIMAVERA e IEFP assinam protocolo para qualificação tecnológica

A PRIMAVERA BSS e o Instituto de Emprego e Formação Profissional – IEFP, I.P acabam de celebrar um protocolo de colaboração a nível nacional que pretende contribuir para

ESET assegura patente histórica pelo novo sistema de encriptação

A ESET recebeu uma patente histórica pelo inovador sistema de encriptação de dados DESlock por parte da agência responsável pela emissão de patentes nos Estados Unidos (United States

ANO SOFTWARE apresenta nova área de actividade

  Na passada semana, estivemos com o CEO da AnoSotfware, Manuel Amorim, durante um par de horas em que ficámos a conhecer a empresa, o seu historial e

Transformação digital na CeBIT 2015

Este ano, o mote da CeBIT – “d!conomy” – descreve a transformação digital de que foram alvo a economia e sociedade, bem como as tendências de TI, as

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *