19303 0

CIONET partilha resultados do estudo “Key European IT Management Trends 2016”

O Estudo Internacional CIONET “Key European IT Management Trends 2016” apresenta resultados provenientes de 2650 CIOs e 579 organizações, as quais representam 26 países Europeus, entre os quais Portugal. Este artigo responde a 3 perguntas fundamentais: 1) quais as principais preocupações dos CIOs em termos de gestão de IT?; 2) Quais a direção tomada pelos CIOs em termos de investimento em tecnologias?; 3) Como é que os CIOs ocupam o seu tempo e com quem?

Apresentamos aqui, um breve resumo das principais conclusões do estudo:

O Top 3 das preocupações de gestão de tecnologias a nível Europeu, são por ordem decrescente:

1 – Alinhamento entre IT e Negócio – esta preocupação mantem-se no top desde 2014 e espera-se que continue a ser uma das principais preocupações das organizações nos próximos anos. Efetivamente, este aspeto continuará a ser encarado como um potenciador de eficiência e produtividade do negócio.

2- Agilidade do Negócio e a Velocidade de Abordagem ao Mercado – são essenciais ao crescimento do negócio através de vantagens competitivas.

3 – Produtividade de Negócio e Redução de Custos – Há um consenso geral quanto ao papel do IT na redução de custos, apesar de em muitas organizações o IT ainda ser considerado um custo.

Ao nível de investimentos em tecnologias, compõem o Top 3 a nível Europeu, por ordem decrescente:

1- Analytics/Business Intelligence – Já há sete anos que é considerado como maior prioridade em termos de investimento, embora de 2015 para 2016 tenha perdido 10% dos votos dos CIOs, passando de cerca de 40% para 30%.

2 – Enterprise Resource Planning (ERP) – os sistemas de ERP, enquanto veículos de redução de custos e otimização de processos, têm vindo a manter o seu nível de importância ao longo dos últimos cinco anos e 2016 não foi exceção.

3 – Desenvolvimento aplicacional e de software – a relevância do desenvolvimento de sofware tem vindo a assumir crescente relevância desde 2012, com tendência a um ligeiro aumento.

Em que atividades empresariais os CIOs aplicam a maior parte do seu tempo? Os resultados apresentaram um elevado nível de dispersão por várias atividades, de entre as quais destacamos as duas atividades que mais tempo ocupam aos CIOS, a nível europeu – Operações de IT e relação com o o LoB (Line of Business) – e destacamos as que menos tempo ocupam aos CIOs – relação com vendors, atividades estratégicas e desenvolvimento de software/aplicacional.

Como é que os CIOs se relacionam com os outros c-level? É interessante constatar que o c-level com que o CIO mais se relaciona é com o COO (Chief Operations Officer), seguido pelo CFO (Chief Financial Officer) e CEO (Chief Executive Officer), sendo que o CMO é aquele com que o CIO menos se relaciona. Como tendência neste âmbito, assinalamos a crescente relação entre CIO e CEO.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Engenharia no feminino distinguida no Prémio Geração SIMARIS da Siemens

Foram as duas únicas alunas a participar no concurso Geração SIMARIS Design, promovido pela Siemens Portugal, e acabaram por ser elas as vencedoras. Ana Catarina Monteiro e Patricia

Sage Forum reúne mais de 800 Parceiros em Lisboa e no Porto

A Sage reuniu o seu ecossistema de parceiros em dois eventos distintos que tiveram como principal objetivo dar a conhecer a estratégia de negócio da empresa para o

Extreme Networks disponibiliza pacote de soluções Wi-Fi em condições ultra vantajosas para clientes da Aruba e HP

A Extreme Networks anuncia o lançamento da solução de mobilidade para ambientes de cloud privada mais completa do mercado, que inclui ainda segurança, gestão e capacidade analítica aplicacional.

NEC reforça aposta na Ciberinteligência

A NEC Corporation e a Infosec Corporation (Infosec) anunciaram uma parceria com a Norse Corporation (Norse), empresa norte-americana fornecedora de serviços de informação de ciberataques. Esta aliança vai

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *