Enterprise Business Agility realizado pela Outsystems em parceria com a CIONET

22528
0
Share:

A CIONET marcou presença no evento ” Enterprise Business Agility with the #1 Low-Code Platform”, realizado pela Outsystems e AB Consulting no passado dia 9 de Maio, na Porto Business School. Rui Serapicos, managing partner da CIONET, foi um dos oradores presentes.

Este evento teve como foco debater pontos cruciais na agenda actual de CIO’s: dominar agile, transformação digital e novos business models para endereçar os imensos desafios atuais como mobilidade, aceleração da produtividade e entrega de experiências ao consumidor. Uma das conclusões foi o de que as empresas precisam de desenvolver capacidades de se aproximarem e dominarem o digital e o mobile de forma a alavancar uma transformação no negócio, tornando-o mais rápido, com menores custos, e gerar um aumento de produtividade.

Rui Serapicos apresentou à audiência, composta por vários CxO’s de empresas do Norte de Portugal, a sua visão em temas como Disrupção de modelos de negócio, inovação em negócio e “Hacks” de Agilidade de negócio.

A nível de disrupção de negócios, o managing partner da CIONET afirma que “nunca se criou tanta disrupção como agora, e é tudo graças à tecnologia”.  Rui Serapicos menciona que, curiosamente, depois milhares de anos de evolução como agricultores, a sociedade “está agora pré-programada para repetir e optimizar o que quer que tenha levado à melhor “safra” do ano passado. É esse perigo que corremos quando mantemos um “mindset” de agricultor versus caçador”, O orador menciona ainda as três armadilhas do Agricultor (complacência, repetição, proteção) versus os três instintos do Caçador (insaciabilidade, curiosidade, e disponibilidade para criar disrupção).

O tema da inovação em negócios foi também abordado numa perspetiva de três elementos-chave para a mudança de paradigmas e modelos de receita nomeadamente: Omnipresença, “Technolepathy” ou seja a capacidade de integrar sensorização de interfaces humanos e tecnologia com análise preditiva permitindo experiências aumentadas e previsíveis, e mutação – a integração de tecidos digitais com tecidos orgânicos.

Por último, o managing partner da CIONET refere sete “Agility Hacks” para o desenvolvimento de negócios ágeis: (1) “Infetar-se” pelo vírus da inovação; (2) Idear com Software Social; (3) Trabalhar com plataformas de Crowd Funding; (4) Desenvolver Road Show de equipas de inovação internas; (5)  Implementar FabLabs interno; (6) Desenvolver grupos de teste de colaboradores e finalmente (7) Envolver toda a organização nas interações com o cliente. O orador conclui então que as organizações, ao responsabilizarem cada colaborador a manter contacto direto e a responder a número de questões de relação com o cliente, ajudam o seu talento a encontrar soluções e novas iniciativas em agilidade organizacional.

A Outsystems finalizou o evento com uma demonstração da sua plataforma e a Porto Business School acrescentou ao partilhar a sua história de evolução de transformação digital expondo os drivers, estudo de mercado de vendors de transformação digital, critérios de seleção e os benefícios com a escolha pela plataforma Outsystems.

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário