Check Point cresce 7% no segundo trimestre de 2016

A Check Point anuncia os resultados financeiros do segundo trimestre de 2016, que terminou no passado mês de junho.

Resumo dos principais resultados financeiros do segundo trimestre de 2016:

  • Receitas totais: 423 milhões de dólares, o que representa um crescimento homólogo de 7%
  • Receita de exploração GAAP: 202 milhões dólares, que representam 48% das receitas
  • Receitas de exploração Não-GAAP: 227 milhões dólares, que representam 54% das receitas
  • EPS GAAP: 0,95 de dólares, o que representa um aumento homólogo de 8%
  • EPS não-GAAP: 1,09 de dólares, o que representa um aumento homólogo de 10%
  • Receitas diferidas: 892 milhões de dólares, o que representa um aumento homólogo de 14%
  • Lucros das subscrições de Software Blades: 93 milhões de dólares, o que representa um aumento homólogo de 21%

“Tivemos um bom segundo trimestre, com resultados acima das nossas expectativas. As nossas linhas de appliances de segurança recém-lançadas e otimizadas para a prevenção de ameaças tiveram uma grande aceitação por parte dos clientes e conduziram a um aumento nas vendas”, afirma Gil Shwed, fundador e CEO da Check Point. “Além disso, a nossa tecnologia de prevenção de ameaças avançadas e proteção contra o malware de dia zero registou um elevado crescimento e contribuiu para a aceleração nas nossas receitas provenientes de Software Blades”.
Principais aspetos financeiros do segundo trimestre de 2016:

  • Receitas totais: 423 milhões de dólares em comparação com os 395 milhões do segundo trimestre de 2015.
  • Receitas de exploração (GAAP): 202 milhões de dólares em comparação com os 199 milhões de dólares do segundo trimestre de 2015.
  • Receitas de exploração (Não-GAAP): 227 milhões de dólares em comparação com 221 milhões do segundo trimestre de 2015.
  • Receitas líquidas e lucro por ação GAAP: receitas líquidas GAAP de 166 milhões de dólares em comparação com os 163 milhões de dólares do segundo trimestre de 2015. Os lucros por ação GAAP foram de 0.95 dólares, comparado com 0.88 dólares do segundo trimestre de 2015.
  • Receitas líquidas e lucro por ação não-GAAP: as receitas líquidas não-GAAP foram de 190 milhões de dólares em comparação com os 183 milhões do segundo trimestre de 2015.
  • Lucro por ação não-GAAP: 1,09 dólares, comparado com 0.99 do segundo trimestre de 2015.
  • Receitas diferidas: a 30 de junho de 2016, as receitas diferidas foram de 892 milhões de dólares, em comparação com os 780 milhões de 30 de junho de 2015.
  • Fluxo de tesouraria: o fluxo de caixa proveniente de operações foi de 202 milhões de dólares em comparação com os 193 milhões do segundo trimestre de 2015.
  • Programa de recompra: durante o segundo trimestre de 2016, a empresa recomprou 2,93 milhões de ações a um custo total de 246 milhões de dólares. Em maio de 2016, a empresa anunciou que o seu conselho de administração autorizou uma extensão do programa de recompra de ações da empresa. Ao abrigo do programa atualizado, com efeito imediato, a Check Point está autorizada a prosseguir com a recompra até um adicional de 250 milhões de dólares em ações até um total de 1.5 mil milhões.
  • Saldo de caixa, valores negociáveis e depósitos a curto prazo: 3.708 milhões de dólares a 30 de junho de 2016, em comparação com 3.611 milhões a 30 de junho de 2015.

Dados destacados de negócio

Lançamento da nova série de Appliances (1400, 3000 e 5000) – Proteção otimizada que permite às empresas, independentemente do seu tamanho, contar com uma prevenção avançada de ameaças. Inclui, ainda, uma análise completa de dados encriptados sem prejudicar o rendimento. O lançamento bem-sucedido das séries 1400, 3000 e 5000 complementa às versões 15000 e 23000 que se lançaram em janeiro.

SandBlast TM Zero-Day Protection, a solução líder na indústria é ampliada para servidores de email em cloud. SandBlast Cloud foi concebido para proteger os utilizadores de email Microsoft Office 365 das ameaças sofisticadas como o ransomware e as APTs. Desta forma, as empresas podem migrar para infraestruturas baseadas em cloud sem comprometer a sua segurança. SandBlast Cloud conta com o sistema de deteção ao nível da CPU e a funcionalidade Threat Extraction da Check Point, protegendo de forma proactiva para que os ataques não cheguem a alcançar o seu objetivo.

R80 Security Management permite que as empresas consolidem a sua gestão da segurança e escalar as suas operações nos ambientes de segurança mais complexos.

 

Related Post

Leave a Comment:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *