29003 0

Cabo submarino ACE entra em funcionamento e liga África à Europa

Foi inaugurado na Gâmbia, o novo sistema de cabos submarinos ACE (Africa Coast to Europe), resultado de um consórcio formado por 16 operadores internacionais, entre os quais a Portugal Telecom (PT) e a sua participada em São Tomé e Príncipe, Companhia Santomense de Telecomunicações (CST).

Com um investimento de cerca de 700 milhões de dólares este sistema de cabos conta com 17 mil km estendidos entre a Bretanha, França e S. Tomé e Príncipe, estando projetada a sua continuação até à Africa do Sul. Em Portugal, o novo cabo amarra na estação de cabos submarinos da Portugal Telecom em Carcavelos.

A PT é quem vai assegurar as ligações de IP Internacional a vários operadores que integram o consórcio, sendo isto demonstrativo da imagem de qualidade de serviço e da robustez das soluções oferecidas pela PT num mercado fortemente competitivo e num cabo liderado por um grupo de operadores de telecomunicações de grande dimensão.

A conetividade será direta para 16 países da costa ocidental africana e indireta, mediante ligações terrestres com idêntico aumento de capacidade, para outros países como o Mali e o Níger. Para países como a Gâmbia, Guiné Equatorial, Guiné, Libéria, Mauritânia, São Tomé e Príncipe e Serra Leoa, que pela primeira vez terão acesso a um cabo submarino, o ACE marcará a diferença pelas comunicações internacionais mais fiáveis, aumento da qualidade e velocidade das ligações de Internet, maior qualidade nas ligações móveis e redução dos preços.

O ACE tem uma capacidade potencial de 5.12 Tbps suportada pela tecnologia WDM com comprimentos de onda a 40 Gbps e permite o aumento da capacidade à medida do surgimento das necessidades e a adaptação às últimas inovações tecnológicas. O aumento de capacidade de rede irá permitir a redução do preço final de subscrição e responderá à forte procura das redes móvel e de internet destes países dotadas, agora, de maior fiabilidade e flexibilidade.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

A Rumos está a recrutar os futuros especialistas Office 365 e Azure

As áreas profissionais emergentes, como o Office 365 e o Azure, revestem-se de uma maior criticidade no que diz respeito à correspondência de recursos humanos aos projetos existentes

Canon Líder em Eficiência Energética pela Quercus

63 dos equipamentos de impressão da Canon receberam o selo Topten de Eficiência Energética. Um selo desenvolvido pela Quercus com o objetivo de distinguir nas superfícies de venda

GMV Portugal contribui para a segurança de empresas e organizações públicas

A GMV acaba de anunciar a sua participação, durante quatro anos, no projeto TREsPASS (Technology-supported Risk Estimation by Predictive Assessment of Socio-technical Security) como parte do FP7 Framework Programme

Intel lança coprocessador Intel Xeon Phi

Com o intuito de marcar uma nova era na computação de alto desempenho, a Intel Corporation anunciou o coprocessador Intel Xeon Phi, um aglomerado daquilo que foram anos

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *