BYOD – O Futuro, mas em Segurança

11792
0
Share:

Mais do que nunca, a tecnologia portátil assume um carácter decisivo no caminho a percorrer pelos dados digitalizados. A tendência é para o movimento BYOD (Bring Your Own Device) continuar a expandir-se e a abarcar cada vez mais colaboradores dentro de uma empresa. O mercado, aliás, move-se nessa direcção.
Segundo o IDC Worldwide Quarterly Smart Connected Device Tracker1, prevê-se que as encomendas de tablets totais ultrapassem as encomendas de PCs até ao fim de 2015.

Além disso, os smartphones continuarão a ser comprados em larga escala, ultrapassando as 1.4 mil milhões de unidades em 2015 e representando, desta forma, 69% das encomendas mundiais de equipamentos smart conectados mundialmente.

Nesse sentido, o movimento BYOD é, claramente, o caminho para a agilização e desenvolvimento das empresas. Se considerarmos também o advento do armazenamento em cloud híbrida, vemos que o futuro passa, necessariamente, pela coordenação do armazenamento com os dispositivos móveis.
No entanto, a concretização não é assim tão lata. Há que considerar os volumes massivos de dados arquivados nas clouds, cuja visualização e análise requerem uma elevada carga na performance de software e hardware.

Mais, ao ter-se acesso a dados altamente sensíveis em aparelhos que nos acompanham no dia-a-dia, correm-se riscos de segurança, associados à fragilidade do software dos mesmos, bem como à crescente qualidade técnica no roubo e ao frequente incumprimento das regras de cada empresa no manuseamento dos dados.

Logo, é fulcral garantir um acesso eficiente aos dados através dos dispositivos móveis. Para tal, torna-se necessário um software que:

  • Providencie um acesso seguro e imediato aos locais, a partir de qualquer dispositivo móvel;
  • Capitalize nos benefícios das clouds híbridas com uma integração na solução móvel;
  • Aumente o controlo das TI sobre os dados com políticas internas consistentes;
  • Torne possível o acesso móvel em SharePoint, Active Directive e intranet;
  • Exiba documentos com uma boa resolução em dispositivos móveis.

Só assim se torna possível e, mais importante, viável uma boa capitalização do movimento BYOD, fornecendo aos utilizadores móveis uma eficiente gerência do risco de perda de dados, assente na manutenção da segurança e do cumprimento das políticas da empresa.

Desta forma, obtém-se uma equipa de trabalho livre com uma infraestructura ágil, um trunfo cabal na economia global assente na velocidade e no imediato em que vivemos. E o melhor? Tudo isto pode acontecer, em instantes, enquanto está no seu escritório, em sua casa, no autocarro, numa esplanada, onde quiser. As possibilidades são ilimitadas.


Tagsnetapp
Share:

Deixe o seu comentário