27063 0

BIG Start Ventures apoia o Pay Challenge’17 com 100 mil euros de equity funding

A BIG Start Ventures junta-se ao desafio Pay Challenge: Rethinking Payment Services com até 100.000€ de equity funding para a equipa vencedora e apoio ao desenvolvimento dessa ideia de negócio, caso apresente altos standards de viabilidade.

O desafio PayChallenge: Rethinking Payment Services, promovido pela CIONET em parceria com a Portugal Fintech e com o Banco de Portugal como host, visa promover o desenvolvimento de soluções inovadoras no mercado de pagamentos. Esta iniciativa reveste-se de especial relevância, uma vez que, com a entrada em vigor da nova Diretiva de Serviços de Pagamento (PSD2) em janeiro de 2018, todo o sector será revolucionado e a entrada de novos players nacionais e internacionais é certa.

A BIG Start Ventures é um fundo português de capital de risco focado em Fintech, Insurtech e Cybersecurity. Para além do investimento financeiro através de equity funding e de já ter contribuído para o arranque de várias startups, a BIG Start Ventures possui a experiência e conhecimento necessários para apoiar negócios na área das FinTech.

O PSD2 (Payment Service Directive) obrigará todos os bancos a ter Open API (protocolos abertos de troca de informação). Esta obrigação, além de provocar muitas quebras de monopólios de pagamentos a nível europeu, poderá servir de mote para os bancos abrirem a sua infraestrutura de forma a co-criarem com quem quiser desenvolver serviços financeiros em cima da sua infraestrutura.

A nível global, quem aproveita estas funcionalidades são, na sua maioria startups, e em Portugal seria essencial termos esta possibilidade para criar um ecossistema fértil para o desenvolvimento do sector.

De acordo com João Freire de Andrade (Head of Venture Capital at BiG – Banco de Investimento Global), este apoio representa “uma oportunidade de viabilizar o arranque de negócios num mercado que, a partir de Janeiro de 2018, vai apresentar um nível de atractividade muito superior. Para além desta revolução no sector, acredito que as soluções inovadoras que vão surgir serão, certamente, benéficas para todos os stakeholders, incluindo os consumidores.”


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Vodafone representada no Web Summit por seis startups nacionais

Aquela que é considerada a maior conferência de tecnologia do planeta está a chegar a Lisboa e o Vodafone Power Lab vai estar representado no Web Summit através

Levoo: Startup cria Kiosks self-service em centros comerciais

A Levoo é uma startup portuguesa que pretende revolucionar a experiência de restauração nos centros comerciais e eliminar as filas de espera. Para o efeito criou os primeiros

Startup portuguesa Horizontal Cities premiada pela Agência Espacial Europeia

A startup portuguesa Horizontal Cities, que conta com o apoio do Vodafone Power Lab, venceu o Space Business Idea Challenge, uma iniciativa do programa Advanced Research in Telecommunications

Prod Smart vence desafio da Microsoft Portugal e Embaixada dos EUA e conquista lugar no Web Summit

A Prod Smart, startup que pretende medir o pulso às empresas através da análise em tempo real da sua produção foi a grande vencedora do desafio Startup Challenge

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *