Apresentação de Resultados: Check Point continua a crescer

12408
0
Share:

A Check Point anuncia os resultados financeiros do terceiro trimestre de 2015, concluído no passado dia 30 de setembro, dos quais se destaca uma faturação de 404 milhões de euros, o que representa um crescimento de 9% face ao mesmo período do ano anterior. Os anteriores trimestres fiscais do ano 2015 também registaram crescimentos de 9% face aos trimestres homólogos do ano 2014.

  • Faturação: 404 milhões de dólares, mais 9% de incremento que no ano anterior.
  • Lucro operacional (não-GAAP): 228 milhões, 56% das receitas
  • Lucro por ação (não-GAAP): 1,04 dólares, que representa uma subida interanual de 12%.
  • Receitas diferidas: 772 milhões de dólares, que representa uma subida interanual de 17%.

“Registámos um resultado financeiro muito bom neste terceiro trimestre do nosso ano fiscal. As receitas ficaram acima das nossas previsões, e os lucros também superaram as expectativas”, afirma Gil Shwed, fundador e CEO da Check Point. “As nossas soluções combinadas e software blades continuam a obter crescimentos de dois dígitos de faturação, sobretudo graças aos appliances para data center, aos sistemas para empresas de média dimensão e aos próprios software blades”.

“No que se refere aos dispositivos móveis, temos consciência de que se estão a tornar no elo mais fraco em termos de segurança, e temos por isso o compromisso de nos mantermos sempre um passo à frente para evitar estas ameaças”, sublinha Shwed. “Este trimestre ampliámos a nossa tecnologia aos smartphones e tablets, e introduzimos soluções de prevenção de ameaças muito inovadoras na nuvem e na infraestrutura de rede”.

Resultados financeiros do terceiro trimestre de 2015

  • Faturação: 404 milhões de dólares, face aos 370 milhões do terceiro trimestre de 2014.
  • Receitas de exploração (GAAP): 205 milhões, face aos 197 milhões de dólares do mesmo período do ano anterior.
  • Receitas de exploração (não-GAAP): 228 milhões, face aos 215 milhões de dólares do terceiro trimestre de 2014.
  • Receitas líquidas e lucro por ação GAAP: Receitas GAAP líquidas de 168 milhões de dólares, comparados com os 161 milhões de dólares do terceiro trimestre de 2014. Os ganhos por ação foram de 0,92 dólares, face aos 0,84 dólares do mesmo período do ano anterior.
  • Receitas líquidas e lucro por ação não-GAAP: As receitas não-GAAP líquidas foram de 188 milhões de dólares, contra os 177 milhões de dólares do terceiro trimestre de 2014. Os ganhos por ação foram de 1,04 dólares, face aos 0,93 dólares do terceiro trimestre do ano anterior.
  • Receitas diferidas: À data de 30 de setembro de 2015, a Check Point obteve lucros de 772 milhões de dólares, contra os 660 milhões de dólares registados a 30 de setembro de 2014.
  • Fluxo de tesouraria: O fluxo de caixa proveniente de operações aumentou 13% e foi de 228 milhões de dólares, enquanto no terceiro trimestre de 2014 este valor era de 202 milhões.
  • Programa de Recompra de Ações: Durante o terceiro trimestre de 2015, a empresa recomprou 3,1 milhões de ações por um valor total de 250 milhões de dólares.
  • Saldo de caixa, valores negociáveis e depósitos a curto prazo: 612 milhões de dólares a 30 de setembro de 2015, comparado com os 3.656 milhões de dólares de 30 de setembro de 2014.

Dados destacados de negócio 

Durante o terceiro trimestre, a empresa lançou os seguintes novos produtos e tecnologias:

Mobile Threat Prevention: Para combater o atual panorama das ameaças, a Check Point anunciou o Mobile Threat Prevention, uma nova solução de segurança móvel para deter ataques a iOS e Android. O Check Point Mobile Threat Prevention proporciona o mais elevado nível de proteção contra o malware destinado a smartphones e tablets.

Proteção contra ataques de “dia zero”: uma nova solução de prevenção de ameaças avançadas concebida para proporcionar um nível de proteção sem precedentes. Através do uso da deteção de ameaças ao nível da CPU – para que sejam descobertas no estado de pré infeção -, o SandBlast aumenta a defesa com uma deteção resistente a evasões por parte do malware e proteção integral inclusive face aos ataques mais danosos. Isto reduz significativamente o risco de dispendiosas falhas de segurança.

Segurança na nuvem. O Check Point vSEC foi concebido para ambientes de nuvem privada. Trabalha com VMware NSX para proporcionar uma segurança integral e superior. A solução integrada permite aos utilizadores acelerar a instalação de sistemas de segurança em centros de dados virtualizados para o tráfego este-oeste. A solução está preparada para prevenir ataques de “dia zero”, APTs e outras ameaças dentro da nuvem privada.

Comparativo da NSS sobre sistemas de deteção. A solução de prevenção de ameaças de nova geração da Check Point obteve a classificação de “Recomendado” por parte dos NSS Labs. A Check Point registou uma taxa de captura de 100% em http e email e, ainda, na captura de malware “drive-by”. As soluções da Check Point também registaram o preço mínimo por Mbps de tráfego protegido.

Líder no ‘Quadrante Mágico 2015’ da Gartner para a Gestão Unificada de Ameaças: posicionada como “líder” pelo quinto ano consecutivo.

Líder no ‘Quadrante Mágico 2015’ da Gartner para a proteção de dados móveis: Ocupando esta posição pelo nono ano consecutivo, a Check Point continua a proteger os ambientes móveis, e recentemente anunciou o Mobile Threat Prevention.

Primeiro fabricante mundial em quota de mercado de equipamento firewall: A Check Point é líder em quota de mercado a nível mundial para firewall no 2º trimestre de 2015, segundo dados da Gartner

Primeira posição no mercado combinado de Firewalls e appliances UTM, segundo a IDC: a Check Point permanece como líder em receitas por sistemas deste tipo a nível mundial, segundo a IDC.

A empresa também ampliou a sua parceira com a VMware:

Sócio fundador da AirWatch Mobile Security Alliance: A Check Point e a AirWatch trabalharão em conjunto para impulsionar novas formas de proteção do crescente número de dispositivos que acedem aos dados e às redes empresariais, proporcionando uma solução integral para deter as ameaças móveis antes que comecem a fazer estragos.
A nossa organização de investigação continuou a expor as vulnerabilidades da atual infraestrutura de Internet, nomeadamente vulnerabilidades críticas em equipamentos e aplicações móveis, incluindo:

Vulnerabilidades no WhatsApp: Os investigadores da Check Point descobriram recentemente importantes vulnerabilidades que exploravam a lógica do WhatsApp Web. Estas permitiam que os atacantes enganassem as suas vítimas, levando-as a executar código arbitrário nas suas máquinas de um modo muito sofisticado. Estas vulnerabilidades puseram em risco até 200 milhões de utilizadores do WhatsApp, apesar de rapidamente remediado pela empresa.

Descoberta a vulnerabilidade “Certifi-gate” no Android: Na conferência Black Hat 2015, celebrada no verão passado em Las Vegas, a Check Point anunciou a descoberta do “Certifi-gate”. Tratava-se de uma vulnerabilidade que permitia obter privilégios de acesso, similares aos utilizados por aplicações de suporte remoto, obtidas por aplicações previamente instaladas no dispositivo. Os atacantes exploravam esta vulnerabilidade para aceder ao dispositivo sem restrições, roubar dados pessoais, rastrear o dispositivo, ativar microfones para gravar conversas, etc. Estima-se que esta vulnerabilidade exista ainda em centenas de milhões de dispositivos.

Malware móvel relacionado com BrainTest: O Check Point Mobile Prevention detetou múltiplas instâncias de uma variante de malware móvel que infetou dispositivos em todo o mundo. Esse malware, empacotado dentro de um jogo para Android chamado BrainTest, afetou mais de 200.000 utilizadores, provavelmente milhões. As aplicações que continham o malware foram retiradas da loja da Google depois do anúncio da Check Point.

“Este trimestre registámos um notável crescimento na venda das nossas tecnologias de prevenção de ameaças avançadas, incluindo o SandBlast e soluções Anti-bot. Além disso, lançámos a nossa solução de prevenção de ameaças móveis para responder às necessidades móveis crescentes dos nossos clientes. Estas novas tecnologias demonstram o nosso compromisso de nos mantermos um passo à frente das ciberameaças”, conclui Shwed.

Para aceder ao comunicado oficial completo, visite a web oficial da Check Point: http://www.checkpoint.com/downloads/investor-relations-related/Check-Point-Software-Technologies-Third-Quarter-2015-Earning-Release.pdf


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário