32495 0

Anturio fecha 3º trimestre com crescimento de 50%

A anturio vai fechar o 3º trimestre com um crescimento de 50% relativamente a igual período de 2014. Os resultados da empresa que, em agosto, ultrapassaram a faturação total do ano transato, estão a exceder claramente as expetativas em termos de crescimento no mercado interno.

Estes indicadores permitem assegurar quer a anturio vai cumprir o objetivo de aumentar a faturação em 50% relativamente ao ano anterior. No que se refere aos mercados externos, os resultados estão dentro das expetativas, como explica Duarte Freitas, CEO da anturio: «De momento, estamos nos 5%, mas esperamos atingir os 20% depois de um ano de atividade nestes mercados».

Atualmente com 30 colaboradores, a anturio espera voltar a contratar no início do próximo ano, embora mantenha «uma política de recrutamento constante, em paralelo com um sistema de estágios profissionais em projetos exploratórios», explica Duarte Freitas.

A estratégia da empresa em 2015 tem passado por estabilizar e rentabilizar o parque de clientes no primeiro semestre e new business no segundo semestre. «O new business é conseguido com um conjunto de medidas de marketing atrativo e parcerias com entidades especializadas na identificação e segmentação de contatos», explica o CEO da anturio.

Uma estratégia que passou por algumas reestruturações na organização interna, nomeadamente com a abertura de dois novos escritórios, em Maputo e no Funchal, estabilizando o parque de clientes. «Foram muitas mudanças e muito investimento, a que demos uma resposta segura, de uma equipa competente, com o compromisso de uma visão conjunta a longo prazo», defende Duarte Freitas.

Para 2016, «a anturio deverá estabilizar as apostas no mercado internacional e o novo escritório na Madeira e apostar numa solução para o mercado europeu», desvenda o responsável da empresa. O segredo, acrescenta Duarte Freitas, estará mesmo na «estabilização das apostas internacionais de 2015 e numa presença clara no mercado europeu, onde hoje se limita a clientes pontuais».


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Novo site da Konica Minolta ensina a poupar

A Konica Minolta lançou o primeiro site em português dedicado ao conceito de Managed Print Services (conhecido como MPS), mais concretamente à abordagem específica da Konica Minolta ao

Principais Parceiros Tecnológicos da Fortinet apostam na arquitetura Security Fabric

A Fortinet apresentou o seu novo programa, Fabric Ready Partner Program, e a integração da solução FortiSIEM, com o objetivo de proporcionar visibilidade de ameaças em soluções de cibersegurança

Qlik apresenta as grandes tendências de Business Intelligence para 2017

A Qlik  acaba de apresentar as principais tendências em Business Intelligence para 2017. Em 2016 o número de colaboradores com competências tecnológicas, verdadeiros cientistas dos dados, cresceu e os

Information Builders posicionada como Visionária no Quadrante Mágico da Gartner

A Information Builders foi posicionada como Visionária no “Quadrante Mágico para Ferramentas de Qualidade de Dados”. O reconhecimento baseou-se na avaliação do seu suite de qualidade de dados iWay.

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *