45299 0

António Carrapatoso diz adeus à Vodafone

António Carrapatoso encerra em 31 de Dezembro de 2014 o mandato de Chairman da Vodafone Portugal (Presidente não executivo do Conselho de Administração), funções que exercia desde 2009, indo dedicar-se inteiramente a outros projetos de cidadania, profissionais e empresariais.

Fundador da Telecel (mais tarde, Vodafone Portugal), seu primeiro colaborador e Presidente executivo, António Carrapatoso coordenou, em 1990/91, a elaboração de uma candidatura concorrente à atribuição da segunda licença de telecomunicações móveis (GSM) em Portugal. Esta candidatura destacou-se, como vencedora, entre as de sete outros concorrentes, tendo-lhe sido formalmente concedida em 18 de Outubro de 1991 a licença para operar uma segunda rede de telecomunicações móveis em Portugal.

A Telecel, criada por António Carrapatoso, iniciou o serviço ao público um ano depois, a 18 de Outubro de 1992. A Empresa apresentou, desde a primeira hora, atributos que fizeram da Telecel um caso de sucesso – tecnologicamente avançada, moderna, inovadora, focada no serviço ao cliente, com uma marca poderosa – e que muito contribuiu para o desenvolvimento do sector das telecomunicações em Portugal.

Em Dezembro de 1996, pela mão de António Carrapatoso a Telecel entrou na Bolsa de Valores, alcançando em 2000 um valor de capitalização superior a quatro mil milhões de euros, isto é, cerca de 40 vezes o seu valor inicial nominal.

Após a aquisição pelo Grupo Vodafone da Acionista maioritária da Telecel (a empresa americana Airtouch), em 1999, a Empresa mudou de nome, em 2001, passando a designar-se desde então Vodafone Portugal. Em 2003, o Grupo Vodafone passou a deter a totalidade do capital da Vodafone Portugal, integrando a empresa no Grupo, a qual deixou assim de estar cotada em Bolsa.

António Carrapatoso deixou de exercer o cargo de Presidente executivo da Vodafone Portugal no final de 2009, mantendo-se desde então apenas como Chairman não executivo, o que lhe permitiu lançar os seus próprios projetos empresariais e de cidadania. Este período de transição, inicialmente previsto para dois anos, prolongou-se até agora, quando finda mais um mandato.

As funções de Chairman, até agora desempenhadas por António Carrapatoso, passarão a ser, por acumulação, da responsabilidade do atual Presidente executivo da Vodafone Portugal, Mário Vaz.

Para António Carrapatoso, esta ligação à Vodafone Portugal constituiu “cerca de 25 anos dedicados a um dos projetos mais entusiasmantes e com maior dimensão e impacto no sector das Telecomunicações e na própria economia portuguesa”. E afirma que vai “iniciar, agora, também com o mesmo entusiasmo, novas etapas na minha vida empresarial e profissional”.

Ao deixar as funções de Chairman, António Carrapatoso expressa o apreço e faz votos das maiores felicidades e progressos para a Empresa e para os que com ele “colaboraram ao longo de tantos anos”.

O Presidente executivo da Vodafone Portugal, Mário Vaz, considera que António Carrapatoso “ficará para sempre ligado à história de sucesso da Vodafone Portugal, empresa de que foi seu fundador e primeiro Colaborador. Contribuiu, com as qualidades que lhe são unanimemente reconhecidas e que pessoalmente tive oportunidade de testemunhar ao longo destes últimos 24 anos, para tornar a Vodafone Portugal na empresa de referência que tem sido no sector das telecomunicações”. “A António Carrapatoso expresso o meu agradecimento pelo apoio e colaboração prestados no exercício das minhas funções, desejando-lhe as maiores felicidades pessoais e profissionais – votos que, sem dúvida, serão acompanhados por todos os Colaboradores da Vodafone Portugal”, acrescenta.


Bruno Fonseca

Bruno Fonseca

Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Notícias Relacionadas

Indra reconhecida como empresa de confiança internacional pela ONU

A Indra foi homologada como empresa de confiança internacional pela Organização das Nações Unidas (ONU), para o fornecimento de material eleitoral, e pela União Europeia, para prestação de

NEC e Telefónica iniciam primeiro teste de virtualização de equipamentos de rede no Brasil

A NEC Corporation e a Telefónica anunciaram um acordo para lançar ainda este mês, no Brasil, o primeiro teste piloto de virtualização de parte dos equipamentos instalados em

IBM apresenta resultados do último trimestre e do exercício anual de 2016

A IBM anuncia os resultados relativos ao último trimestre de 2016, revelando um lucro líquido de 4.5 mil milhões de dólares, o que representa um crescimento de 1%

NetApp apoia Orange Business Services

No ambiente actual, as organizações devem adaptar-se rapidamente para mudar e fornecer mais valor acrescentado, de forma a que os clientes estejam sempre um passo à frente da

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *