Alcatel-Lucent responde à procura de acessos de ultra banda-larga e serviços Gigabit com inovações nas tecnologias de cobre e fibra

9152
0
Share:

A Alcatel-Lucent acaba de apresentar um conjunto de inovações para redes de cobre e fibra que vão permitir aos operadores responder às necessidades atuais e futuras por serviços de ultra banda-larga – incluindo aos requisitos de capacidade e desempenho, críticos para fornecer comunicações 5G.

Os operadores estão à procura de tecnologias que possam providenciar a flexibilidade de resposta a todas as necessidades que estão a surgir nas suas redes, pelas aplicações e serviços existentes e emergentes. ‘Serviços Gigabit’ – velocidades de acesso de ultra banda-larga de um gigabit por segundo e superiores – estão a expandir-se do domínio empresarial para o do consumidor final. Só no final de 2015 é esperado que mais de 40 milhões de TV 4K1 existam nas casas dos consumidores e em 20202 que o número de equipamentos conectados atinja entre 50 a 100 mil milhões.

Este ano no Broadband World Forum, a Alcatel-Lucent está a apresentar três novas tecnologias de acesso fixo, de cobre a fibra, para apoiar os operadores a corresponder a essa procura de ultra banda-larga. No evento vão estar:

  • O novo acesso multiportas fast e tecnologias avançadas de vectorização 2.0, que possibilitam aos operadores recorrer a G.fast para acelerar implementações Fiber-to-the-home e levar velocidades gigabit a múltiplas residências, utilizando as infraestruturas de cobre existentes e evitando a necessidade de colocação de cablagem dispendiosa e demorada.
  • A primeira oferta ao mercado de produtos Vplus da Alcatel-Lucent, que vem preencher o espaço entre a vectorização VDSL2 e G.fast e assim providenciar uma forma rápida, simples e com a melhor relação custo-efetividade para a entrega de acessos de ultra banda-larga a velocidades superiores sobre distâncias maiores a mais clientes.
  • Uma expansão ao portfolio TWDM-PON (Time and Wavelength Division Multiplexed Passive Optical Networks), incluindo uma nova unidade de rede ótica para implementações em residências e melhorias na sua plataforma de Fiber-to-the-home que acrescenta capacidades de switching e uplink, críticas para projetos de larga-escala Gigabit. A Alcatel-Lucent vai ainda introduzir novas caraterísticas ao seu Network Management System para simplificar a gestão e provisionamento de tecnologias GPON e TWDM sobre a mesma rede de fibra.

Comentando as novidades lançadas no Broadband World Forum, Federico Guillén, presidente da linha de negócio de Acessos Fixos da Alcatel-Lucent indicou: “O mundo de hoje está a tornar-se completamente wireless, mas o wireless está a tornar-se fixo. À medida que a procura por acessos de ultra banda-larga cresce, os operadores precisam de ter um conjunto alargado de opções tecnológicas para responder, efetivamente, às necessidades evolutivas de serviços móveis, residenciais e empresariais. Com o portfolio de soluções mais avançado e completo do mercado, cobrindo do cobre à fibra, a Alcatel-Lucent está equipada para ajudar os operadores a responder a quaisquer situações que tenham hoje ou no futuro. Coletivamente estas tecnologias vão desempenhar um papel crítico na ajudar aos operadores para tornar as suas redes fixas num elemento essencial para entrar na era do 5G.”

Rupert Wood, Analista Líder para Redes Fixas na Analysys Mason acrescentou: “Com 96% de todos os dados IP a nível mundial associados a redes fixas de acesso e mais de 75% de dados wireless gerados dentro de portas, as redes fixas de acesso baseadas em FTTH/x estão rapidamente a tornar-se o elemento mais crítico para os operadores e a criar a capacidade de ir de encontro ao futuro, correspondendo às necessidades evolutivas de ultra banda-larga na sua base de subscritores.”

Ao potenciar o seu portfolio de tecnologias de acesso de ultra banda-larga, o negócio de acessos fixos da Alcatel-Lucent está comprometido em possibilitar aos operadores globais a maximização dos seus investimentos nas redes e a extensão de mais serviços rentáveis aos seus clientes.

As inovações que estão a ser demonstradas pela Alcatel-Lucent no Broadband World Forum procedem um número recente de “estreias” na indústria pela empresa no campo das redes fixas, que incluem a primeira implementação comercial de TWDM-PON pela EPB em Chattanooga, Tennessee, a primeira aplicação comercial de G.fast na Chunghwa Telecom em Taiwan, a introdução de tecnologias Vplus com o primeiro cliente na A1, Áustria, e o maior teste do mundo de tecnologia G.fast, na BT no Reino-Unido.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário