Alcatel-Lucent lança solução Smart Plan

7480
0
Share:

A Alcatel-Lucent está a disponibilizar aos prestadores de serviços uma maneira de dar aos consumidores mais controle sobre seus planos de dados móveis de banda larga, ao disponibilizar uma variedade maior de serviços. A nova solução Smart Plan reduz drasticamente o tempo, o custo e o esforço envolvido no desenvolvimento e facturação das várias ofertas, enquanto uma aplicação móvel permite aos assinantes escolherem os serviços que respondam às suas necessidades de consumo e ao seu orçamento.

A adopção de terminais móveis está a crescer e o acesso à Internet, vídeo e dados em movimento está a ser superior às chamadas de voz em muitas partes do mundo. Como resultado, os prestadores de serviços precisam definir pacotes data-centric competitivos para atrair e fidelizar os clientes. As fórmulas standard não servem para todos e os prestadores de serviços, que devem responder melhor às necessidades tanto dos indivíduos como das famílias, partilhando um plano de dados único. Mas introduzir e gerir vários planos pode ser difícil, caro e demorado para os prestadores de serviços e potencialmente confuso para os clientes.

A solução Smart Plan da Alcatel-Lucent remove a complexidade e diminui muito o tempo necessário para criar novas ofertas, dando aos prestadores de serviços muito mais controle sobre o processo e reduzindo a dependência do conhecimento e sistemas de facturação de terceiros. O Smart Plan utiliza plugins para integrar facilmente na rede existente e infra-estrutura IT do prestador de serviços. Esta solução orquestra e gere as interacções necessárias entre os diferentes elementos, tais como o controlo das políticas de administração e de facturação, permitindo responder às solicitações dos assinantes para iniciar ou alterar serviços em tempo real.

Utilizando a Agile Rules Technology (A.R.T.) com 150 patentes pendentes, inteligência de rede e aprovação opt-in dos clientes, o Smart Plan permite que os prestadores de serviços recomendem ofertas e produtos com base em informações tais como padrões de uso, dados de localização em tempo real, por exemplo, oferecendo a um viajante regular uma tarifa de roaming enquanto espera por um voo. Para os planos de dados partilhados, as ofertas podem ser definidas para cada pessoa no plano. O Smart Plan também permite aos prestadores de serviços a parceria com outras empresas para gerar novas oportunidades de negócios. Por exemplo, um comerciante pode comprar licenças de dados a um operador e oferecê-los como parte de seu próprio programa de fidelização do cliente.

Graham Finnie, Chief Analyst da Heavy Reading, comentou: “Os planos de dados móveis não acompanharam a evolução dos utilizadores, que estão a fazer mais e mais com os seus smartphones. Em vez de uma abordagem “one size fits all”, os fornecedores de serviços móveis têm agora uma oportunidade real para melhorar a fidelidade dos clientes e criar novos fluxos de receitas, proporcionando uma maior variedade de ofertas que apelem e correspondam aos diferentes hábitos de utilização dos seus assinantes. A dificuldade reside no back-office, que alinha as políticas de administração, facturação e outras plataformas, que permitem aos clientes escolher os seus serviços e activá-los. Qualquer solução que possa ajudar a preencher essa lacuna será provavelmente bem recebida pelos operadores mais avançados.”

Os operadores podem contar com a aplicação móvel Smart Plan para melhorar a sua estratégia de negócio, dando aos clientes a oportunidade de explorar e comprar todos os produtos e serviços oferecidos pelo operador. Os assinantes podem também controlar os seus gastos e o consumo de dados e receber alertas antes de esgotarem seus pacotes. Estes alertas estão em conformidade com os regulamentos de roaming da União Europeia e são também uma tendência crescente nos Estados Unidos e em outras regiões do mundo, permitindo que os operadores ofereçam alternativas aos seus clientes. A solução pode ser também adaptada à regulamentação específica de dados do país.

Andrew McDonald, presidente da divisão de plataformas da Alcatel-Lucent, indica: “A análise do uso das redes LTE 4G mostra que o número de pessoas que vê vídeos nos seus telemóveis quadruplicou, em comparação a utilizadores 3G. À medida que os operadores adoptam a tecnologia LTE para disponibilizar serviços de banda larga móvel, estes necessitam de adaptar os seus planos ao comportamento do assinante. A flexibilidade da solução Smart Plan da Alcatel-Lucent permite aos operadores reagir rapidamente às mudanças das condições de mercado e ofertas da concorrência para garantir a fidelidade dos seus clientes e o crescimento do seu negócio”.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário