Alcatel-Lucent introduz interface rádio para reduzir o consumo energético e os custos operacionais no acesso a ultra banda-larga móvel em locais públicos

9416
0
Share:

A Alcatel-Lucent introduz um interface rádio para sistemas de antenas distribuídas (SAD) para permitir aos operadores móveis melhorar o desempenho de sinal ao mesmo tempo que reduzem o consumo energético, espaço ocupado e custos operacionais até 90%, quando os utilizadores se ligam em grandes locais públicos, como centros comerciais, hotéis e grandes centros empresariais.

A Alcatel-Lucent está a lançar o Distributed Antenna System Radio Frequency Module, um interface LTE de ultra banda larga de baixo consumo que remove a necessidade de tecnologia rádio pesada e onerosa em instalações públicas. Trabalhando em conjunto com o portfolio de acessos rádio LTE da empresa, o DAS RFM liga-se à unidade base digital 9926 da Alcatel-Lucent, trabalhando diretamente com SAD analógicos através de sinais RF que consomem apenas um oitavo da energia e dissipam o calor de uma cabeça de rádio remota média, reduzindo necessidades de espaço e otimizando custos.

O lançamento do DAS RFM chega num momento de grande recurso a sistemas de antenas distribuídas, particularmente por operadores móveis nos EUA e na China, devido a necessidades crescentes de velocidades de internet móvel elevadas e acessos de ultra banda-larga em locais públicos com grande tráfego. De forma a permitir aos utilizadores ligar-se diariamente a SAD hoje, os operadores precisam de implementar cabeças de rádio remotas a par de duplicadores e atenuadores para reduzir o consumo energético, assim como equipamento de arrefecimento em áreas onde existe, com frequência, espaço limitado.

Os Bell Labs completaram um estudo das poupanças entregues pelo novo DAS RFM, comparando com as soluções tradicionais e respetivo equipamento associado. O estudo demonstra, que ao reduzir-se equipamento e consumo energético com o DAS RFM, os operadores podem:

  • Reduzir até 30% os custos em termos de equipamento wireless e DAS necessário
  • Reduzir até 81% os custos em termos de energia e arrefecimento
  • Reduzir até 91% os custos em termos de construção
  • Reduzir até 78% os custos energéticos
  • Reduzir em 91% o custos em termos de espaço

Ao ligar o DAS RFM à arquitetura de rede de acesso rádio da Alcatel-Lucent, os operadores podem beneficiar ainda de tecnologia escalável. A unidade base 9926, ligada a um número de rádios distribuídos, pode gerir a capacidade de sinal para onde é necessária quando existem picos de tráfego, e voltar a redistribui-la pelos diferentes rádios quando esses picos acabam.

Nick Marshall, Research Diretor da ABI Research, a propósito deste lançamento refere: “o DAS RFM da Alcatel-Lucent resolve um grande problema para os operadores e proprietários de edifícios. Nas áreas com mais densidade populacional onde a tecnologia SAD é comummente implementada, o espaço é um fator premium e os custos de arrendamento são elevados. Este produto vem reduzir a quantidade de equipamento necessário e, ao estar dotado de capacidades de alojamento neutro, pode ser ligado a qualquer SAD.”

Fatos relevantes:

  • Ao providenciar um sinal simples RH, o DAS RFM da Alcatel-Lucent mantém a neutralidade de alojamento de um SAD, permitindo a múltiplos operadores partilhar um SAD e reconhecer poupanças de custo associadas.
  • O DAS RFM compacto (metade de uma rack unit) e com consumo energético baixo, reduz significativamente o espaço, consumo e necessidades de arrefecimento quando ligado a SAD. Funciona tanto em racks interiores como exteriores. Até 40 setores rádio com o processamento da unidade base associado, podem ser colocados numa entrada standard de 19 polegadas.
  • O DAS RFM surge em duas versões de hardware de largura de banda, uma para bandas rádio baixas e outra para bandas rádio elevadas. Cada rádio cobre entre seis a dez bandas. Baseado na última plataforma RF da Alcatel-Lucent potencia hardware e software comum e pode ser rapidamente adaptado a variadas necessidades de frequência utilizando placas conectáveis.
  • Parâmetros configuráveis permitem um alinhamento superior ao nível da potencia de uplink e downlink usada na unidade remota de SAD para melhoria do desempenho rádio. Cinco testes reais mostraram melhorias de até 10dB em ruído de uplink o que equivale à cobertura e velocidade de células de grande capacidade e permite ao rádio servir mais utilizadores finais.
  • Placas de filtragem vão ser disponibilizados no final de dezembro de 2015 em frequências de banda selecionadas.

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário