42% do setor do retalho aposta no comércio eletrónico

10296
0
Share:

O estudo A Revolução Tecnológica no Retalho: Realidade ou Ambição?, desenvolvido pela PHC Software, dá a conhecer as especificidades e necessidades tecnológicas do setor do retalho, apontando para uma forte tendência de otimização dos processos de negócio e para uma adaptação da experiência de compra à vontade do consumidor.

Este estudo concluiu que 18% já têm loja online, sendo que 24% dos empresários pondera investir no comércio online durante o próximo ano. Para Cláudia Raposo, COO da PHC Software, “A loja online é hoje crucial na área do retalho e é natural que 42% dos retalhistas pretenda investir nesta área. Sabem que os seus negócios necessitam das soluções tecnológicas que dão aos seus clientes a experiência que estes procuram.”

Mais de 83% dos players do mercado opta já por um software de gestão integrado com o ponto de venda, não só para fazer face às obrigações legais, mas também para responder à necessidade de automatização dos processos e de uma gestão eficaz de stocks, vantagens mencionadas pelos respondentes na aquisição e escolha de um software. A sincronização de dados entre lojas e sede é já feita em tempo real por 62% dos inquiridos, o que facilita e agiliza os processos de inventário e stock,

Apesar do estudo desenvolvido pela Gartner, que estima que em 2018 50% dos consumidores deverão utilizar os pagamentos por telemóvel em mercados maduros, o estudo desenvolvido pela PHC conclui que apenas 13% dos retalhistas consideram vir a dar resposta a esta necessidade durante os próximos dois anos.

Os resultados deste estudo, que demonstram uma clara aposta do setor na otimização, foram apresentados ontem no Retail Day, um evento que decorreu nas instalações da Microsoft em Lisboa e contou com cerca de cem parceiros e clientes da PHC.

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário