25511 0

Crossover vem a Portugal recrutar especialistas de TI e paga $100.000 por ano

A Crossover realiza no próximo dia 29 de julho, em Lisboa, um torneio de recrutamento de programadores de software. A única barreira que os candidatos precisam de ultrapassar para receberem uma oferta de trabalho no valor de 100.000 dólares anuais é o conjunto de exigentes testes que colocarão as suas competências técnicas à prova.

Seguindo um formato de torneio de um dia, a competição pretende encontrar os melhores Javascript Chief Architects que prestarão, de forma remota, os seus serviços a empresas de software nos Estados Unidos. O evento é um processo transparente, avançado e competitivo que pretende encontrar os melhores talentos de IT a atuar em Portugal, através de um modelo de recrutamento que permite identificar profissionais com uma combinação única de talento e produtividade.

Segundo Sorin Zavelita, Regional Manager da Crossover, “Encaramos o processo de recrutamento na
Crossover como um elemento decisivo na qualidade do trabalho que apresentamos aos nossos clientes.

As empresas que nos contratam necessitam de quadros altamente qualificados para trabalharem remotamente em projetos de TI. Não temos um número limite de contratações, sendo que a nossa proposta de valor é muito clara: os profissionais que passarem nos testes recebem uma proposta de trabalho de 40H semanais, $50 por hora e com a possibilidade de trabalharem remotamente”.

O torneio de recrutamento, cujo conceito possui elementos de gamificação, foi já efetuado pela Crossover em cidades como Budapeste, Moscovo, São Petersburgo, Cracóvia, Bucareste, Cairo ou Istambul, tendo resultado na contratação de mais de 100 programadores de software.

“Estamos muito entusiasmados com o torneio de recrutamento que vamos levar a cabo em Portugal. O país tem grandes talentos de TI e estamos convencidos que vamos ter muitos candidatos à altura do desafio. Vai ser um dia de grande produtividade”, refere Sorin Zavelita.

Os candidatos poderão inscrever-se aqui


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

NOS testa solução de tutoriais interactivos da Helppier

A NOS e a startup Helppier estabeleceram uma parceria exclusiva com vista a tornar mais funcional e intuitivo a navegação na área pessoal do site da operadora. A

Siemens e Landis+Gyr vão fornecer contadores inteligentes a Portugal

A Siemens Portugal e a Landis+Gyr juntaram-se para fornecer à EDP Distribuição Energy Boxes, que serão instalados, em 2017 e 2018, nas residências dos consumidores finais portugueses. Este

Alcatel-Lucent Enterprise apresenta modelo de comunicações híbridas para acelerar a utilização de UCaaS e CPaaS

A ALE apresenta o seu modelo de comunicações híbridas que ajuda as empresas a adotarem as Unified Communications as a Service (UCaaS). A Rainbow Connected Platform, a “máquina

Accenture compromete-se a atingir a paridade de género em 2025

A Accenture  pretende alcançar a igualdade de género, ao nível dos colaboradores da empresa, até 2025, o que significa que a empresa deverá ficar composta por 50% homens

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *