17% dos Computadores Pessoais no Mundo estão Desprotegidos

9504
0
Share:

A falta de proteção nos PCs dos consumidores é um problema global. A McAfee, revelou hoje as conclusões de um estudo global para determinar a percentagem de proprietários de computadores pessoais sem qualquer proteção. Num estudo que analisou dados voluntários a uma média de 27-28 milhões de computadores por mês, os analistas da McAfee detetaram que 17% da navegação na internet mundial está completamente desprotegida1. Dos 24 países participantes, os Estados Unidos estão no top 5 dos menos protegidos.

Ao navegar pela internet num computador exposto não só aumenta o risco de roubo de identidade e perda de dados, como também pode contribuir para a disseminação de programas e vírus nocivos. Mesmo quando pensa que o seu computador pessoal tem proteção básica instalada, é importante certificar-se de que o seu software de segurança permanece atualizado. A pesquisa também detetou que muitos dos computadores examinados têm o software de segurança desativado ou expirado. Só nos Estados Unidos 19,32% dos consumidores estão desprotegidos.

Principais conclusões:

  • 83% dos proprietários de PC globalmente trabalham com segurança básica2
  •  17% dos PCs verificados não têm nenhum software antivírus instalado ou está expirado
  •  A Finlândia ficou no top dos mais protegidos, com apenas 9,7% dos PCs desprovidos de qualquer proteção de segurança
  •  Singapura está abaixo da média com 21,75% dos PCs totalmente desprotegidos
  •  Os Estados Unidos são o 5 º país menos protegido, com 19,32% dos americanos a navegar na Internet sem qualquer proteção – 12,25% dos consumidores não têm nenhuma proteção de segurança instalada; 7,07% possuem software de segurança instalado, mas desativado
  •  A Espanha teve a maior percentagem de PCs sem qualquer proteção básica de segurança instalada com 16,33%
  •  Singapura teve a maior percentagem de utilizadores, 11,75%, com proteção de segurança instalada, mas desativada
  •  Globalmente 27% dos consumidores dizem que os seus arquivos digitais seriam totalmente “impossíveis de recuperar” se perdidos, não estão copiados corretamente, e têm um valor médio de 10,014 dólares dos EUA.

“A liberdade de navegar na internet vem com o risco acrescido de exposição indesejada, e os ciber-criminosos estão a aproveitar-se de vítimas inocentes”, afirma Steve Petracca, SVP and GM of consumer, small business and mobile da McAfee. “Com o crescente número de ciber-ataques globais que afetam os consumidores é fundamental que os 17% de consumidores que estão desprotegidos atualizem a sua proteção contra vírus, antes que seja tarde demais.”


Share:

Deixe o seu comentário