Zarph exporta Solução de Gestão de Tesouraria para a Grécia


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A Zarph acaba de anunciar a venda de quatro equipamentos de depósito de notas ao banco ProCredit a operar na Grécia, estando prevista a instalação de mais dois equipamentos até final do ano.

A solução implementada pela Zarph é o modelo de topo da empresa na área de gestão de tesouraria – TD 412 – e irá permitir ao cliente final realizar as suas operações de depósito 24 horas por dia, sete dias por semana, sem ter que se dirigir aos balcões do banco.

Esta solução de depósito de notas oferece a todos os intervenientes a gestão de informação em tempo real, garantindo eficiência no processo e a maximização da rentabilidade do equipamento. Por outro lado, trata-se de uma solução autónoma, mas que integra uma plataforma web ligada ao software de gestão do banco, simplificando o processo de gestão.

Para satisfazer as necessidades do banco naquele mercado, a Zarph procedeu a algumas adaptações em termos de software e layout do ecrã, que inclui, por exemplo, a tradução do idioma.

Segundo Pedro Mourato Gordo, CEO da Zarph, “esta nova oportunidade de negócio com o ProCredit surge dois meses depois de termos implementado a mesma solução em 30 filiais do banco na Bulgária. Após uma primeira avaliação ao projeto, o cliente mostrou-se muito satisfeito com o resultado e pediu-nos, para já, quatro equipamentos para a Grécia, um novo mercado também para o banco.”

 O mesmo responsável reforça ainda que “a Zarph quer dar consistência a esta parceria com o ProCredit pelo facto de ser um banco com presença global e ambicionar tornar-se um banco ‘cashless’. É aqui que entram as nossas soluções, totalmente alinhadas com este modelo que o banco pretende adotar.”

 Com este negócio, a Grécia torna-se no terceiro mercado de exportação da Zarph, depois de concluída a operação para a Bulgária, igualmente com o ProCredit, e de no início do ano a empresa ter entrado em Angola através de uma parceria com a Petrotec.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *