23765 0

Tecnologia EDI implementada na cadeia H3, simplifica e acelera a transação de documentos de negócio

A Generix Group foi escolhida pela cadeia de hambúrgueres H3 – criada em 2007, sob o lema “Not so fast food”, e que conta atualmente com 47 lojas espalhadas em Portugal – para implementação da tecnologia EDI – Electronic Data Interchange.

Com uma dimensão a nível nacional já tão considerável e tendo em conta a complexidade da gestão interna da informação (monitorização e gestão diária dos consumos de cada ponto de venda) e a articulação com a rede de fornecedores, a cadeia H3 optou assim pela implementação da tecnologia EDI.

O objetivo passa por desmaterializar e automatizar a transação de documentos de suporte aos fluxos logísticos (encomendas e avisos de expedição) com os parceiros responsáveis pelo abastecimento das lojas.

Inácio Fan, IT Manager da H3, refere “a necessidade de reduzir tempo e erros na fase de recebimento dos documentos do nosso fornecedor principal.”, o que, por vezes, acabava por ter impacto nos fluxos logísticos da operação. 

O aumento do número de lojas e a consequente dispersão geográfica, contribuiu para uma maior complexidade do planeamento e coordenação das operações. Estes factos motivaram a H3 a munir-se de tecnologia que lhe permitisse, de forma expedita e eficiente, estabelecer canais de comunicação diretos com os sistemas de informação dos fornecedores, diminuindo assim a necessidade de recorrer a emails, telefonemas ou até fax’s.

A escolha recaiu sobre a Generix Group, por se tratar de um dos principais fornecedores de soluções colaborativas para o canal Horeca, possuindo um profundo know-how e uma oferta tecnológica muito orientada às particularidades do setor, complementada ainda com o facto de ser empresa fornecedora de soluções de grande parte dos fornecedores da H3.

 “Para a Generix, este projeto consolida o posicionamento de liderança no setor da restauração, que, dadas as exigências operacionais, nos motivam cada vez mais a desenvolver soluções colaborativas com vista à melhoria contínua dos processos e transformação digital do setor”, afirma Eduardo Bentes, Business Development na Generix Group

O sucesso da implementação deste projeto contribuiu, de forma disruptiva, para o controlo e garantia da receção atempada das encomendas por parte dos fornecedores. Através da receção dos avisos de expedição, a H3 conseguiu antecipar a ocorrência de eventuais falhas na entrega de produtos, podendo desta forma ter planos alternativos de contingência, caso assim a situação o exija.

Do ponto de vista do controlo de faturação esta metodologia de trabalho facilita a deteção de divergências nas faturas dos fornecedores, contribuindo de forma global para uma maior transparência na relação com o fornecedor, assim como para a agilização de todo o processo administrativo em torno das compras.

“Os objetivos foram todos atingidos, reduzimos o erro e o tempo de receção e conferência dos documentos nos sistemas informáticos. Com a tecnologia EDI da Generix Group, temos a certeza quando o documento é enviado e rececionado pelo destinatário.” conclui Inácio Fan.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

PHC apresenta PHC Qualidade CS

A PHC Software acaba de anunciar a disponibilidade do novo módulo PHC Qualidade CS, uma solução integrada e intuitiva que permite às empresas fazer a gestão da qualidade de uma forma precisa e

Siga estas dicas para poupar energia neste Natal

Neste Natal, a Schneider Electric Portugal disponibilizou algumas dicas que permitirão poupar energia mediante uma gestão eficiente da mesma. Segundo dados do IEA (International Energy Agency), a iluminação

Winsig com crescimento de 49% em 2013

A Winsig anunciou que em 2013 atingiu 2,15 milhões de euros de volume de negócios, um crescimento de 49% em relação aos 1,4 milhões de euros registados no

Reta cresce 30% no Serviço de Reparação de Tratores Multimarca

O serviço de reparação de tratores da Reta – Serviços Técnicos e Rent-a-Cargo, S. A. registou, no último trimestre de 2014, um crescimento de 30% em faturação, relativamente

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *