Siemens premeia Jovens Empreendedoras no Apps for Good 2016


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A Siemens premiou as melhores participações femininas no âmbito do movimento tecnológico educativo Apps for Good. O prémio Jovens Empreendedoras no Digital, patrocinado pela empresa alemã, foi para a proposta “The Dropper”, uma aplicação criada, entre outros, por Joana Cunha e Laura Carvalho, para resolver o problema da escassez de água, principalmente no verão e para a “Help People”, uma ferramenta gratuita da autoria, entre outros, de Micaela Franco, que reúne contactos de emergência e outros contactos úteis para efetuar tarefas simples do dia-a-dia como encomendar o pão, chamar um táxi ou pedir os medicamentos à farmácia local, destinada a pessoas que vivem em locais remotos e povoações isoladas.

A atribuição deste prémio é mais uma forma encontrada pela Siemens para estimular e ajudar a promover a engenharia no feminino, em particular a área das Tecnologias de Informação (TI). Em relação ao ano passado houve um aumento de 10% no número de raparigas a participarem, representando agora 40% do total de participantes. Segundo o CDI Portugal, que organiza a iniciativa, “cerca de 62% dos alunos envolvidos no Apps for Good referiram que o facto de terem participado no programa, os levou a considerar a hipótese de se especializarem numa área profissional de TI”.

“É importante chamar cada vez mais mulheres para a área da engenharia e das Tecnologias de Informação, que continua a ser predominantemente ocupada por homens. A atribuição do prémio Jovens Empreendedoras é uma forma de reconhecer e valorizar o talento feminino nestas áreas”, diz Joana Garoupa, diretora de comunicação da Siemens Portugal.

A final do Apps for Good 2016 teve lugar na Fundação Gulbenkian e colocou em competição 20 aplicações finalistas. No total, participaram nesta edição 66 escolas e 1166 alunos dos ensinos básico e secundário, que conceberem aplicações para telemóveis, ou outros suportes tecnológicos móveis, com fins sociais.

O vencedor do prémio geral foi a solução FQ9, do Agrupamento de Escolas Eduardo Gageiro, que também recebeu um prémio especial da Siemens. Esta plataforma auxilia os alunos do 9º ano a estudar Físico-Química. Ou seja, estimula o interesse e fomenta a motivação dos alunos para aprender os conteúdos desta disciplina.

Apps for Good é uma iniciativa que chega aos jovens através de parcerias com organizações de educação formal ou não formal – escolas, colégios, centros da juventude, clubes de informática, entre outros. Professores e alunos – entre os 10 e os 18 anos – trabalham em equipa para darem resposta a questões relevantes do seu dia-a-dia através da criação de Apps para smartphones ou tablets. Através do Apps For Good têm acesso a conteúdos digitais e podem contactar com especialistas de todo o mundo. A Siemens Portugal é parceira do Apps For Good desde a primeira edição, lançada em 2015.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *