Siemens aumenta investimento em I&D para 4,8 mil milhões de euros em 2016


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A Siemens vai reforçar a sua aposta em Investigação & Desenvolvimento (I&D), aumentando o investimento nesta área, em 300 milhões de euros, no ano fiscal de 2016, já em curso. Este incremento irá servir para desenvolver áreas estratégicas para a multinacional, como a automação, digitalização e sistemas de energia descentralizados. Assim, nos próximos 12 meses que terminam a 30 de Setembro de 2016, a Siemens prevê investir um total cerca de 4,8 mil milhões de euros em I&D.

Nos últimos dois anos, a Siemens reforçou o seu investimento na área de I&D em 20% e, só no ano passado, a intensidade de investigação — definida como rácio do total das despesas em I&D sobre o total das vendas — foi de 5,9 %, ou seja, aumentou em 0,3 pontos percentuais comparado com o ano anterior. A empresa também está a lançar uma série de medidas, com vista a incrementar o seu poder de inovação.

“O sucesso da nossa empresa e o seu futuro a longo prazo dependem da nossa capacidade de inovação. A motivação e a criatividade dos nossos colaboradores altamente qualificados desempenham um papel chave neste contexto”, disse Joe Kaeser, Presidente e CEO da Siemens AG. ”

Para alcançar este objectivo, a Siemens criou ainda uma unidade que oferecerá espaço para a experimentação e crescimento das condições das startups. Com o nome (ainda provisório) de “Innovations AG”, a unidade também atuará como consultor, promotor e fornecedor de capital de risco para ideias de negócios e projetos.

Esta nova unidade irá trabalhar independentemente das áreas de negócio chave da Siemens – ou seja, trabalhando como se fosse uma empresa recém-fundada — a unidade irá suplementar e consolidar as atividades startup já existentes da Siemens. No intuito de descobrir as melhores ideias, olheiros da Siemens contatam mais de 1.000 ‘startups’ por ano.

Cria fundo de 100 milhões para apoiar ideias de colaboradores

A estratégia da Siemens passa também por envolver os seus colaboradores nesta estratégia. Assim, a empresa, conforme o acordado com os representantes dos colaboradores na Alemanha, irá lançar um fundo de investimento destinado a fomentar a capacidade de inovação dos seus colaboradores.

A multinacional alemã irá disponibilizar durante os próximos três anos até 100 milhões de euros — para além dos 300 milhões de euros adicionais injetados no investimento de I&D do ano fiscal em curso. Ao contrário dos projetos financiados pela Innovation AG, tais ideias não precisam de visar exclusivamente novas tecnologias ou novos negócios para serem apoiadas, podendo também estar direcionadas para melhorar processos, serviços ou a retenção de clientes.

Inovação em Portugal

A estratégia de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) da Siemens em Portugal assenta no desenvolvimento de software, tecnologia e competências, em parceria com a comunidade tecnológica-científica, estratégia da qual já resultaram mais de 100 projetos de IDI. Neste âmbito, Rudolf Martin Siegers, CEO da Siemens Alemanha, esteve recentemente em Portugal, para participar na conferência anual da COTEC, e promover o conceito de “open-innovation”. Este conceito, que a empresa tem vindo a implementar, fomenta o estabelecimento de parcerias com entidades nacionais e a colaboração com as diversas instituições académicas, científicas e industriais do País, como forma de promover a geração cruzada e a transferência de conhecimento.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *