28615 0

Seedrs abre escritório em Berlim

A Seedrs anunciou hoje a continuação da sua expansão europeia através da abertura de um escritório em Berlim.
Depois de Lisboa, Londres, Nova Iorque e, mais recentemente, Amsterdão, a Seedrs passará a estar presente na capital alemã, com um escritório que será responsável por criar e fomentar relações entre as startups da região da Alemanha, Aústria e Suíça e o ecosistema de investimentos em estágios iniciais, e por captar novos negócios que possam recorrer ao financiamento na plataforma.

A Seedrs, que acolhe investidores e empreendedores de toda a Europa, conta com um escritório em Lisboa para o desenvolvimento de software e abriu, em julho passado, um escritório em Amsterdão, que além de ter representado o início da expansão da Seedrs permitiu-lhe ter, pela primeira vez, uma equipa comercial fora do território britânico.

Kyrill Zlobenko foi nomeado Diretor Regional deste novo escritório na Alemanha, pela sua experiência como empreendedor e empresário, tendo sido responsável por várias sociedades de capital de risco na Suécia, Alemanha, Canadá, Itália, Aústria, Polóna, Ucrânia e Rússia.

Além do anúncio da nova presença em Berlim, a Seedrs está a reforçar a sua equipa no escritório em Lisboa. Os cargos disponíveis são para Financial Controller e Design Director, ambos em regime full-time.

“Estamos muito contentes com o lançamento do escritório em Berlim, que surge depois de termos entrado na região do Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo), através do escritório em Amsterdão”, afirma Carlos Silva. Para o co-fundador e presidente da Seedrs, “a presença na Alemanha é um passo importante, por nos permitir trabalhar nos três países e ajudar a atingir o objetivo de tornar a Seedrs num player mundial de financiamento de startups e de crescimento de empresas em toda a Europa”.

A Seedrs é hoje a maior plataforma de equity crowdfunding europeia, que junta empresas e investidores, abrindo assim a possibilidade a qualquer pessoa de investir em ações de novas empresas, PME’s e startups.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Treze empresas portuguesas entre as 500 tecnológicas com maior crescimento

Portugal conta com treze empresas no Technology Fast 500 EMEA, um ranking anual elaborado pela Deloitte Touche Tohmatsu Limited (DTTL), que distingue as 500 empresas do sector tecnológico da

Findmore Consulting torna-se a representante exclusiva da solução PS+

A Findmore Consulting é desde setembro a única representante no mercado nacional da solução PS+, desenvolvida pela CPS. A CPS é reconhecida recentemente pela Microsoft com o prémio

Samsung Galaxy S III recebe certificação europeia de pegada de carbono

A Samsung Electronics recebeu a certificação de pegada de carbono para o smartphone GALAXY SIII na Europa, válida também para Portugal. A empresa é a primeira e única

Estudo Regus revela que 38% dos portugueses diz que os cafés apenas servem para ver e-mails, não para trabalhar

Um novo estudo do fornecedor global de locais de trabalho Regus revela que, a nível mundial, os profissionais com alguma mobilidade não se importam de verificar e-mails num

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *