47918 0

QNAP e Arduino Aliam-se Para Oferecer Nuvem Privada a produtores IoT

A QNAP anunciou hoje uma parceria com a Arduino – o principal ecossistema de código aberto para educadores, criadores e produtores de IoT – para permitir a produtores de IoT um processamento e armazenamento seguros de dados locais com conectividade alargada através de uma vasta gama de hardware Arduino com QNAP NAS. O software QIoT Suite Lite (que usa tecnologia container) suportará Arduino até ao primeiro trimestre de 2017, oferecendo assim a produtores um grande potencial para implantar e armazenar as quantidades maciças de dados geradas pelas aplicações IoT.

“Esta parceria dá a criadores de IoT a habilidade de construir ou fazer download de aplicações de terceiros que possam executar no QNAP a sua própria nuvem pessoal IoT”, comentou Kathy Giori, VP de Operações da Arduino. “Produtores de IoT precisam de estar conectados e de armazenar vários tipos de dados; e com uma carência standards de ecossistema, e o receio de enviar tudo para a nuvem, código aberto e processamento e armazenamento locais são fatores críticos. Além das portas USB e Ethernet direta da QNAP, os produtores podem usar as plataformas Arduino Yun ou Tian para se conectarem a aparelhos IoT através de Wi-Fi e Bluetooth Low Energy (BLE). Outra conectividade, tal como a LoRa pode ser incluída como um escudo. Placas Arduino e funcionalidade QNAP permitem que soluções criativas IoT sejam facilmente criadas e implementadas. Os utilizadores podem instalar tanto produtos comerciais IoT como widgets baseados em Arduino criados para eles próprios, e depois criar a sua própria lógica em QNAP para conjugar ambos.”

“A Arduino oferece tecnologia de microcontroladores abertos, a baixo custo, cada vez mais implementada por produtores para criar aparelhos IoT únicos,” disse YT Lee, VP da QNAP. “Continuamos a fornecer armazenamento e processamento de alta qualidade, com uma interface fácil de usar, dando aos utilizadores a habilidade de se conectarem e visualizarem os dados gerados pelos seus projetos IoT. Desde a transmissão de câmaras IP, a sistemas de áudio domésticos, sensores, aparelhos inteligentes, fechaduras, e segurança, objetos conectados geram uma variedade de informação – e alguma requer armazenamento durante longos períodos de tempo e outra apenas durante alguns dias. O armazenamento, apesar de muitas vezes ser algo de segundo plano, é um componente crítico da IoT.”

Arduino Yun e Tian permitem conectividade Wi-Fi e BLE, ligando sensores sem fios e aparelhos IoT ao QNAP NAS, que atualmente suporta Ethernet e USB. As novas plataformas Arduino Uno Wi-Fi, Star Otto, e Primo podem ser ligadas sem fios ao Yun ou Tian, dando aos produtores uma variedade de opções à medida que desenvolvem soluções IoT comerciais.

QIoT Suite Lite oferece uma variedade de protocolos e aplicações dashboard que permitem aos produtores usar sensores em placas de desenvolvimento, e implementar aplicações tais como Node-RED e Freeboard em QNAP NAS. Dados recebidos a partir de sensores podem ser transmitidos para QNAP NAS usando múltiplos protocolos (MQTT, CoAP, etc.) enquanto os utilizadores monitorizam a sua rede doméstica com o dashboard.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

CyberArk adquire Viewfinity e lança nova solução para proteger endpoints

A CESCE SI tem o prazer de anunciar que a sua parceira de negócios, CyberArk Software Ltd. comprou a empresa privada Viewfinity. A transação ficou concluída durante o quarto

Sysphera escolhe Portugal para sede na região EMEA

A Sysphera chegou à região EMEA e escolheu Portugal como país para localizar a sua sede. O objetivo da empresa passa agora por reforçar a carteira de parceiros

Espaço Google: experiência sensorial Chrome Cirque du Soleil

O Cirque du Soleil habituou-nos a espectáculos impressionantes que desafiam as leis da Física e os limites do corpo humano. Hoje, num evento da Google em Nova Iorque,

Vendas de telemóveis caem pelo oitavo trimestre consecutivo

No terceiro trimestre deste ano foram vendidos em Portugal 1.13 milhões de unidades de telemóveis, uma queda de 18% em relação ao mesmo período de 2011, indica o

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *