Priberam nas Jornadas dos Dicionários


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A Priberam participou ontem e hoje (dias 11 e 12 de Julho) nas “Jornadas dos Dicionários: Lexicografia e Dicionarística Portuguesas”, organizadas pelo Grupo LLT – Lexicologia, Lexicografia e Terminologia do Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa.

O evento constitui uma oportunidade de reflexão sobre este tema, quer do ponto de vista académico, com contribuições de diferentes especialistas, quer do ponto de vista editorial, com a participação de várias Editoras portuguesas.

A contribuição da Priberam será feita no último dia do evento, no contexto do painel Lexicografia Computacional, Informatizada e Novos Modelos Lexicográficos. Helena Figueira, linguista da Priberam, irá falar sobre o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, cujas origens remontam a 1995 (quando foi criado o primeiro dicionário em CD para português europeu) e que desde 2009 conta com conteúdos próprios.

Helena Figueira referiu a propósito que “um dos aspetos que vale a pena salientar é o facto de o Dicionário Priberam ter sido pensado desde o início de forma totalmente desmaterializada e enquanto ‘plataforma lexicográfica’ extremamente flexível e com um potencial extraordinário.”

Enquanto os dicionários em papel têm ciclos de revisão longos, “o trabalho contínuo de atualização/revisão do Dicionário Priberam pode ser imediatamente disponibilizado online”, explica a linguista da Priberam, revelando que só no primeiro semestre de 2016 foram criadas 842 novas entradas e alterados 4328 verbetes.

As Jornadas dos Dicionários: Lexicografia e Dicionarística Portuguesas decorrem na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. O programa completo pode ser consultado em www.clunl.edu.pt/pt/downloaddocuments/?id=7177.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *