Priberam em encontro sobre o potencial económico do Português e do Espanhol no mundo


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A Priberam foi um dos participantes do encontro “Português e Espanhol: O potencial económico de duas línguas no mundo”, realizado no passado dia 19 de em Badajoz.

A Priberam foi convidada pela Junta de Extremadura a participar neste evento, realizado no âmbito da Feria Hispano Portuguesa, para contribuir para a análise “das possibilidades que oferecem estas duas línguas na hora de procurar áreas de influência e, além disso, gerar novas forma de negócio e empreendedorismo”.

Carlos Amaral, CEO da Priberam, participou na mesa redonda Novos Modelos de Negócio para o Espanhol e o Português, onde salientou que o Português e o Espanhol criam um “triângulo estratégico” único, através da América Latina, da Europa e da África.

A importância deste triângulo estratégico é demonstrada pelo facto de que une hoje cerca de um terço da população ativa mundial, cobre áreas responsáveis por mais de um quarto das reservas mundiais de petróleo e mais de metade da terra arável não explorada do planeta.

Mas mesmo só considerada a língua, o Português e o Espanhol, quando encarados no seu conjunto, são o segundo idioma mais falado do mundo, logo a seguir ao Mandarim – mas com a vantagem de que os seus falantes não estão concentrados num só país, antes podem ser encontrados em várias regiões distribuídas por todos os continentes.

Neste contexto, Carlos Amaral apresentou o FLiP 10 como um produto unificador e agregador da língua Portuguesa, uma vez que inclui ferramentas de revisão para o Português falado em Portugal mas também em Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, S. Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *