IBM Cloud selecionada por startup inovadora na área da agricultura sustentável indoor


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

A IBM Portugal e a CoolFarm, uma startup da área de Smarter Food e de agricultura sustentável indoor, assinaram um protocolo que prevê a utilização da plataforma cloud da IBM-Softlayer, dando suporte à arquitetura e aos ambientes de TI da empresa de Coimbra, por forma a aumentar e a melhorar a sua capacidade de lidar e gerir os dados dos clientes na cloud.

A CoolFarm nasceu com o propósito de, tirando partido de tecnologia topo de gama, como soluções de inteligência artificial e machine learning, proporcionar aos clientes do setor agrícola um sistema de controlo flexível, facilmente aplicável a todos os sensores disponíveis no mercado para a recolha de dados e para todas as tipologias de interiores (estufas e armazéns).

Com o sistema inteligente de controlo de plantas da CoolFarm – o CoolFarm Brain -, os produtores agrícolas podem ligar todos os sensores num sistema integrado, de acordo com suas necessidades, obtendo todos os dados essenciais de uma forma rápida e simples, dando-lhes o que eles precisam e quando precisam. Todos os dados são geridos na cloud, podendo ser avaliados em modo online ou offline, através de smartphones, tablets ou computador.

Mais especificamente, o CoolFarm Eye é um sensor primordial que vê e analisa a evolução e crescimento das plantas, considerando todas as ações tomadas ao longo do cultivo, permitindo tomar medidas e decisões mais assertivas e conscientes.

Para avançar com este projeto, a CoolFarm necessitava assegurar uma plataforma de cloud fiável e segura, sem a necessidade de fazer grandes investimentos iniciais. Neste sentido, o acordo com a IBM inclui o acesso à plataforma cloud da IBM-Softlayer, permitindo uma maior capacidade de escalabilidade, fornecendo à startup uma oportunidade de maior crescimento e uma experiência mais integrada, inovadora e personalizada para os seus utilizadores.

“O grande fator diferenciador da Softlayer em relação à concorrência é sem dúvida a possibilidade de alugar máquinas bare metal, e foi sem dúvida o fator decisivo. A CoolFarm corre algoritmos de machine learning na cloud, e a capacidade de correr os algoritmos numa máquina bare metal com aceleração gráfica foi o que nos convenceu”, sustentou Gonçalo Cabrita, Founder e Ceo da CoolFarm.

“Por outro lado, a grande vantagem de trabalhar com a Softlayer em termos de negócio é o facto de estarmos associados à IBM. Isto dá imensa credibilidade ao projeto tendo em conta a reputação que a IBM tem no mundo empresarial, e sendo o CoolFarm um produto B2B. Além disso é mais credível para a CoolFarm apresentar-se como parceiro em detrimento de ser apenas cliente”, referiu ainda.

Esta parceria surge no âmbito do Programa IBM Global Entrepreneur for Cloud Startups, lançado pela Companhia, e que tem por objetivo ajudar startups e empreendedores de todo o mundo a aproveitar o poder da cloud e da rede global da IBM, com acesso privilegiado a clientes corporativos, consultores e centros de inovação. A IBM compromete-se assim a proporcionar às startups as ferramentas necessárias para que possam criar, lançar e capitalizar o seu negócio e a próxima geração de aplicações na cloud.

“A CoolFarm e a utilização que esta fez do programa IBM Global Entrepeneur for Cloud startups representa mais um claro sinal da IBM no suporte a startups que necessitam de soluções de cloud robustas, escaláveis e flexíveis em modelos as-a-service de nível empresarial. Estamos dispostos a arriscar em conjunto com estas empresas”, sustenta Gonçalo Costa Andrade, Diretor da Divisão de Cloud da IBM Portugal.

A startup CoolFarm é uma das empresas participantes num painel de debate que terá lugar na conferência IBM BusinessConnect na manhã do dia 21 de junho, na Estufa Fria, Parque Eduardo VII, em Lisboa.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *