Glintt conquista Certificação para Sistemas de Registo Eletrónico em Saúde (S-RES) com o Globalcare, no Brasil


shadow
Partilhe esta notícia...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

O Globalcare da Glintt acaba de ser certificado pela Sociedade Brasileira de Informática para a Saúde, tornando a Glintt a primeira empresa portuguesa a atuar no mercado brasileiro com uma solução paper free. O software de gestão hospitalar passa assim a cumprir a legislação brasileira no que diz respeito aos documentos eletrónicos, eliminando a necessidade de impressão do prontuário em papel.

Com esta certificação, o Globalcare passa a estar enquadrado num sistema de boas práticas de segurança e princípios de confidencialidade de registo eletrónico em saúde, definido para o Brasil, e a ter os sistemas em conformidade com a utilização de certificados digitais ICP – Brasil para os processos de assinatura e autenticação. O cumprimento da legislação brasileira de documento eletrónico permite que os documentos possam ser 100% digitais.

Melhorar a qualidade dos sistemas de informação em saúde no Brasil é um dos objetivos desta certificação. Através dela, a SBIS ambiciona aumentar a segurança da informação armazenada em sistemas de registo clínicos e criar regulamentos e normativas com suporte legal para a eliminação do papel.

A conquista desta certificação pelo sistema Globalcare vem reforçar o posicionamento da Glintt no Brasil, indo ao encontro da estratégia de expansão da empresa no Mercado Internacional. A aposta no país remonta a 2013 e conta com o destaque de equipas específicas para endereçar a oferta no Brasil, dois hospitais brasileiros com esta solução e outros projetos em curso.

O software de gestão hospitalar é um dos produtos que mais se destaca dentro da ampla oferta da empresa de IT portuguesa. Desenvolvido de raiz para o setor da saúde, o Globalcare é constituído por 5 famílias de produtos que cobrem uma vastíssima percentagem da atividade hospitalar. Em Portugal, é utilizado por mais de 10.000 médicos, podendo ser fornecido de forma global ou modular, dada a sua capacidade de comunicação e articulação com outros sistemas informáticos.

Author

Patricia Fonseca
Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *