F5 Networks anuncia novo Territory Account Manager para Portugal

13728
0
Share:

A F5 Networks nomeou Iván García como o seu novo Territory Account Manager para Portugal.

A reportar diretamente ao, Iberia Director Alex Lopez, Iván Garcia irá liderar uma equipa focada em melhorar o fornecimento, segurança, performance e disponibilidade de aplicações baseadas em rede para ambientes on-premise, cloud e híbridos. O trabalho da F5 em Portugal envolve a colaboração com Distribuidores de Valor Acrescentado (VADs), incluindo a Westcon e a Exclusive Networks.

“A entrada Iván é muito importante à medida que a F5 Networks continua a crescer e a investir na região ibérica”, disse Alex Lopez. “Estamos determinados a alavancar a nossa presença e fornecimento de serviços no pais através do suporte de uma forte equipa local e da experiência dos nossos parceiros. Estamos bastante ansiosos para ter um ano cheio de sucessos e ajudar cada vez mais empresas a adaptarem-se aos grandes desafios atuais – segurança, cloud e mobilidade.”

Iván Garcia possui mais de 20 anos de experiência no mercado. O responsável juntou-se à F5 proveniente da empresa de soluções de rede ECI Telecom, onde desempenhava o cargo de Regional Sales Director for Iberia. Entre os destaques da sua aventura pela ECI destaca-se a apresentação da plataforma de serviços Native Packet Transport (NPT) ao mercado português.

Anteriormente, Garcia também desempenhou funções na ZTE como Networks Sales Engineering Manager for Global Accounts, e na Nortel Data Networks, como Senior Sales Engineer com a responsabilidade de todos os operadores espanhóis.

“Estou muito entusiasmado por me juntar à F5 Networks,” disse Iván Garcia. “A reputação da companhia está a crescer na Ibéria à medida que o mercado continua a procurar formas de fornecer aplicações seguras e fiáveis, assim como a capacidade de escalar perfeitamente as implementações de cloud, de data center e de software defined networking.”

“A região apresenta-se como estratégica para a empresa a nível global e estamos posicionados de forma privilegiada para dar suporte às empresas à medida que capitalizam e adaptam naquela que é, atualmente, uma economia em franca expansão”, rematou.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário