EyeSee é a única empresa portuguesa entre as finalistas do concurso de startups da ad:tech London

12672
0
Share:

A EyeSee foi uma das 15 empresas seleccionadas para uma shortlist de startups tecnológicas disruptivas que vão competir no projecto “The Next Big Thing” by Unilever, um concurso de startups promovido no âmbito da ad:tech, uma das maiores conferências mundiais no sector das tecnologias aplicadas à publicidade digital.

O evento vai decorrer em Londres entre os dias 13 e 14 de Outubro e as 15 startups finalistas terão a oportunidade de apresentar as suas soluções tecnológicas perante um painel de executivos de empresas de topo, como a Microsoft e a Unilever, para além de uma audiência de centenas de executivos de empresas tecnológicas e media de todo o mundo.

Estas 15 empresas foram seleccionadas de um total de 120 startups concorrentes que responderam ao desafio do CMO (Chief Marketing Officer) da Unilever, Keith Weed, para apresentarem ideias “realmente disruptivas” que ajudem a empresa a “entregar a tecnologia certa, às marcas certas, neste preciso momento”.

A tecnologia da EyeSee corresponde a um produto completo e integrado de publicidade digital que apresenta ao utilizador final um formato proprietário e inovador. Esse formato é composto por um algoritmo inteligente que consegue analisar imagens e vídeos, interpretar elementos dos seus conteúdos e escolher o melhor local para inserir a publicidade, sem nunca interferir ou interromper a experiência do utilizador.  “As marcas querem estar onde está a atenção dos consumidores. A tecnologia patenteada da EyeSee ajuda-as precisamente nesse objectivo. Na verdade, o estudo de eficácia realizado pela Nielsen fortaleceu a nossa confiança neste formato inovador, considerando que o produto EyeSee Image alcançou a maior pontuação na percepção do utilizador, 23% superior à média, comparando com outros formatos standard.”, afirma João Redol, CEO da EyeSee.

A startup vencedora terá a oportunidade de realizar um piloto com a Unilever à escala global no valor de 50.000 dólares, entrando assim num dos maiores investidores em publicidade do mundo. Para além do concurso, esta será uma oportunidade única para estas startups mostrarem as suas mais-valias num evento que tem cobertura global.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário